movimento ordem vigília contra corrupcao

domingo, novembro 12, 2006

LULA JANTA COM PROCURADOR QUE DENUNCIOU “QUADRILHA”


Nos quatro primeiros anos de presidência, Lula esquivou-se de freqüentar os lugares públicos de Brasília. Nas horas de folga, reuniu os amigos ora no Alvorada ora na Granja do Torto. Na bica de inaugurar o segundo mandato, Lula II emite sinais de que a coisa pode ser diferente doravante.


Deve-se ao repórter Sandro Lima (assinantes do Correio) a descoberta de uma escapada noturna do presidente.
Deu-se na última quarta-feira. Reuniu-se com um grupo de amigos em torno de uma mesa do Rosental, um restaurante simples, de boa cozinha, na Vila Planalto, um bairro próximo ao Palácio do Planalto. Rosental foi cozinheiro do ex-presidente Juscelino Kubitschek. Já morreu. Hoje, as panelas da casa de pasto são comandadas pela viúva, dona Lúcia.

Na noite de quarta, Lula deixou o Planalto por volta de 22h. Foi direito para o restaurante. A proprietária espantou-se com sua chegada. Dona Lúcia recebera um telefonema de Gilberto Carvalho. O chefe-de-gabinete de Lula freqüenta amiúde o restaurante. Pediu-lhe que reservasse mesa para dez. Mas não informou que Lula seria um dos comensais. Ao chegar, acompanhado da mulher Marisa, o presidente foi à cozinha. Cumprimentou a proprietária, posou para uma foto, beliscou um torresmo e dirigiu-se à mesa.

Ali, aguardavam-no os deputados petistas Sigmaringa Seixas (DF), José Eduardo Cardozo (SP) e Luiz Eduardo Geenhalgh (SP); o advogado-geral da União, Álvaro Ribeiro da Costa; além, veja você, do procurador-geral da República, Antonio Fernando de Souza; e do ministro do STF Sepúlveda Pertence.

Ribeiro da Costa cuida de defender o governo em seus apertos judiciais. Antonio Fernando é o autor da denúncia do mensalão, aquela que empilhou acusações contra os integrantes da “quadrilha” dos 40. Pertence é um dos onze juízes incumbidos de julgar a peça. Freqüenta a lista de ministeriáveis de Lula. Está cotado para a pasta da Justiça. É no mínimo curioso que o denunciante e o juiz tenham se animado a dividir a mesa com o presidente ‘Não sei de Nadinha’ da Silva. Diz-se que o mundo é pequeno. Pois Brasília é menor ainda.

De entrada, deglutiu-se na mesa do presidente tira-gosto de lingüiça com mandioca. Em seguida, serviram-se rabada, carré à mineira, galinha ao molho pardo e picanha. Os pratos fizeram-se acompanhar de quiabo, polenta, jiló, couve e abobrinha. Também a conversa girou em torno de abobrinhas. Dona Lucia conta que Lula debulhou-se em elogios à rabada. “Gostei muito e voltarei em breve”, teria dito. Quem serão os próximos acompanhantes? Blog do Josias

*
O SACI, A JABUTICABA E O COMUNISTA
A invenção da Dança da Pizza, apresentada intempestivamente ao país no início do outono, foi a segunda explosão de originalidade da deputada Ângela Guadagnin. A primeira ocorrera em meados de 2003, quando a ex-prefeita de São José dos Campos, eleita pelo PT paulista, propôs a instituição do Dia do Saci.

Na campanha eleitoral deste ano, em busca de mais um mandato, Ângela prometeu esquecer a vida de bailarina para dedicar-se à valorização do mito brasileiríssimo. Não deu certo. Os votos que a dança lhe tirou não foram repostos por um cabo eleitoral preto, pobre, pequeno e perneta. Ângela Guadagnin acabou barrada no baile das urnas.

Nem por isso a luta pela criação do Dia do Saci ficará sem padrinhos. Reeleito pelo PCdoB de São Paulo, o próprio presidente da Câmara dos Deputados, Aldo Rebelo, mantém desfraldada a bandeira que a companheira costurou. Comunista de ascendência maoísta, mas também nacionalista furioso, Rebelo, encampou com entusiasmo de escoteiro o projeto de Ângela. O Saci não será esquecido.

Já aprovado pela Comissão de Educação e Cultura, o texto espera o parecer da Comissão de Constituição e Justiça. Uma aparição do Saci no Congresso seria menos espantosa que a discurseira de Rebelo em favor do afilhado. “O Saci é uma barreira contra os estrangeirismos”, explica no projeto.

“É uma força de resistência cultural à invasão dos x-men, dos pokemons, os raloins, e os jogos de guerra”, argumenta Rebelo. “E só no Brasil existe o Saci”. Poucas coisas existem só no Brasil. Além do Saci, tínhamos até recentemente só a jabuticaba. Agora temos também Aldo Rebelo.
Não existe em qualquer lugar do planeta outro devoto do regime de partido único que tenha sido ministro da Integração Política de um governo democrático. Isso só dá no Brasil. Não existe em nenhum lugar do mundo civilizado um comunista de carteirinha na presidência da Câmara.

Isso só dá no Brasil. A Era Lula conseguiu produzir, com o nome de Aldo Rebelo, a jabuticaba dos pomares da política, o Saci da floresta legislativa. O PCdoB velho de guerra tem razão: tamanha singularidade merece lugar cativo no elenco principal do Planalto.

O PCdoB foi um fiasco nas urnas, é verdade. Votos, não tem. Parlamentares, pouquíssimos. Governadores e senadores, nenhum. Mas tem uma história. E tem, sobretudo, Aldo Rebelo. Por isso, não deixa por menos: ou o companheiro vira ministro ou continua presidente da Câmara.

Docemente constrangido, Rebelo informa que nada reivindica. Mas está pronto para servir ao país, como tem feito desde os tempos de presidente da UNE. Nascido em Alagoas e agora reeleito por milhares de paulistas, considera-se uma figura nacional. Aceita um ministério, claro. Mas preferiria ficar onde está.

Tem chances. Lula gosta da idéia: Rebelo não é de criar problemas. E poucos parlamentares fazem restrições ao companheiro. É difícil brigar com quem só briga pela instituição do Dia do Saci. Por Augusto Nunes no Jornal do Brasil



*
DEPUTADOS PREPARAM AUTO-REAJUSTE SALARIAL DE 90,7%
O presidente da Câmara, Aldo Rebelo (PCdoB-SP), decidiu levar a voto até o final de dezembro uma proposta pouco palatável. Prevê o aumento do salário dos deputados. O auto-reajuste deve elevar os vencimentos de cada um dos 513 deputados de R$ 12.847 para R$ 24.500 - um acréscimo de 90,7%.

Em conveniente surdina, Aldo iniciou na última semana uma série de contatos aos líderes partidários e a políticos influentes de todas as legendas. Informou que vai levar a proposta de aumento à mesa diretora da Câmara, a quem cabe submeter o tema ao plenário. Antes, sente o pulso dos colegas. Busca uma maneira de apresentar o reajuste à opinião pública.

Uma vez aprovado na Câmara, o aumento será imitado pelo Senado. A maioria dos 81 senadores também deseja ver os contracheques tonificados. A providência se espalhará em seguida, num inevitável efeito cascata, pelas assembléias legislativas e câmara de vereadores de todo país.
Blog do Josias



*
CLASSE MÉDIA À DERIVA
Segmento é responsável por 50% do PIB nacional, paga cada vez mais tributos e recebe pouco em troca. Está vivendo crise de renda, de empregos e de perspectivas. A classe média perdeu mobilidade social, paga a maior parte dos impostos e gasta cada vez mais com serviços que, teoricamente, o Estado deveria fornecer.

O resultado dessa conjunção de fatores é que esse segmento da população, que na definição convencional engloba as classes A e B, excluindo os mais ricos, é hoje o mais insatisfeito da pirâmide social brasileira.

Além de se ver sobre taxada e excluída das prioridades do Estado, a classe média é particularmente sensível aos escândalos de corrupção que campearam tanto no Executivo quanto no Legislativo nos últimos anos - e com particular intensidade no governo Lula.

Segundo especialistas, as perspectivas da classe média não são mais animadoras do que a sua situação presente. Ricardo Ismael, cientista político da PUC-Rio, nota que o modelo de ajuste do Estado adotado no Brasil desde o governo Fernando Henrique Cardoso é altamente prejudicial à classe média.

De um lado, a carga tributária vem crescendo incessantemente, saindo de 25% do PIB em meados da década de 90 para os atuais 38%. A classe média, naturalmente, é a que mais contribui para pagar essa conta.

Na década de 70, uma típica família de classe média brasileira comprometia 7% da sua renda, equivalente a 25 dias de trabalho por ano, com a aquisição de serviços como educação, saúde (planos e despesas), segurança, previdência privada e pedágio.

Em 2006, o custo desses serviços, que são normalmente fornecidos pelo Estado e, em grande parte, gratuitos, já comia 31% da renda da classe média, ou o equivalente a 113 dias de trabalho por ano. Estadão -
Leia mais:


*

COMENTÁRIO:
E assim, caminha a Tupiniquilândia: Entre Sacis, torresmos e rabadas...nós, a classe média, vamos emprestando forçosamente o traseiro para esta falta de vergonha sem limites.

E, agora, como será? Se, quem nos autorizou a chamar o Lula de “chefe de quadrilha” - agora aparece sentado à mesa, ao lado direito do “pai”, se lambuzando no quiabo? É de matar! Por Gaúcho/Gabriela (Movimento Ordem e Vigília Contra a Corrupção)

12 Comments:

  • É uma vergonha atitudes como esta ed aumentar salários nesta proporção. Por isso, cada vez mais milhões de brasileiros fogem do Brasil para tentar a vida fora. Um salário de 24.000,00 reais equivale + ou - a uns 7.000,00 euros; salário que muitos deputados do Primeiro Mundo não recebem. Sem contar é claro, as falcatruas, os "por fora".

    By Anonymous Guiomar Padilha - RS, at 1:54 PM  

  • A verdadeira (en) rabada, esta é servida ao povo, como sempre! O Lula tem um dom: elle desmoraliza até as piadas!

    By Anonymous Zé MANÉ, at 2:05 PM  

  • Todo governo comunista e socialista tem como objetivo principal acabar com a classe pensante. A classe média vem empobrecendo de forma generalizada e gradativa desde 2003. Milhões de pessoas – antes enquadradas nesse perfil de classe média (medido pela renda familiar), hoje, já não figuram mais nesta camada social.

    By Anonymous José M., at 2:32 PM  

  • Nosso bolso está cada vez mais encolhido. De tanto pagar churrascos, lanches, rabadas e outras cositas que nem aparecem. Agora, vamos dar um aumento substancial aos salários dos cafajestes. Quem sabe quando ficarmos sem nem mais nenhum, eles sumam de vez das nossas vidas! Só nos resta esperar pelo minguar bufunfa! Enquanto isso não acontece, o alvo deles vai continuar sendo colocar na nossa B****!

    By Anonymous TAKEOPARIU!, at 2:44 PM  

  • Sentados à mesa!
    Nada mais incomoda, nada mais surpreende vindo da raça petralha. Mas, cá entre nós, Sr.Antonio Fernando de Souza, procurador geral da República federativa do Brasil. Depois da conclusão de V.Excia. no processo do Mensalão sobre os 40 ladrões, SE MATE!!

    Qto ao Ministro Sepúlvido Pertence, nada a declarar! Está escrito!!

    By Anonymous Gabriela, at 3:10 PM  

  • Eu me esquecendo de comentar! Póxa vida!!!

    "Dona Lucia conta que Lula debulhou-se em elogios à rabada. “Gostei muito e voltarei em breve”, teria dito".

    Nada de se espantar com o gosto do Lula da Silva, ficaria espantada caso a rabada fosse degustada por "princípe" ou por um homem "fina flor". Lula pode degustar, até "miolo de boi" o seu estômago digere numa boa.
    Nada contra os pratos mineiros. Eu, os adoro! Apenas, não concordando com o "espanto" de d.Lúcia.
    Como o Gaúcho citou a frase de Freud: " Na maioria das vezes, um pepino é somente um pepino".

    Plagiando eu direi: "Na maioria das vezes, um qualquer é somente um qualquer".

    By Anonymous Gabriela, at 3:51 PM  

  • Por que não aproveitar o acordão para comer uma boa rabada? QUE DEMONSTRAÇÃO MAIS ELOQUENTE DE ESCÁRNIO À OPINIÃO PÚBLICA! Estamos sozinhos, senhores.

    By Anonymous LU, at 4:02 PM  

  • AUMENTO? MAIS AINDA?
    ISSO É PURA PORNOGRAFIA! É CONCENTRACAO DE RENDA. É LEGISLAR EM CAUSA PRÓPRIA. ISTO É... UMA VERGONHA.

    By Anonymous Anônimo, at 4:41 PM  

  • Aldo Rebelo deveria sair o vencedor entre as façanhas curiosas produzidas pelo Congresso e editadas pela Reuters, nessa semana do "Guiness Day".

    Vejamos o porquê:

    - Rebelo, já se notabilizou por ter proposto a proibição de termos estrangeiros em propagandas;
    - Outro grande fruto de seus surtos, foi quando queria a adição de farinha de mandioca no pão francês.
    -Finalmente, seu prestimoso trabalho para edificar a figura do Saci.

    Enfim, um legislador de picuinhas. Um rapaz que será lembrado na história política do Brasil por sua veia folclórica.

    Pior que essas do comunista, só mesmo aquela na Constituinte de 1934, quando um general tinha o fantástico projeto de proibir que se carregasse “porquinho de ponta cabeça” na rua. Parece que os porcos gritavam muito, e o general morava perto de um chiqueiro ou coisa parecida. Mas agora, já não faz tempo que a direita não nos faz rir?

    De qualquer forma, o Comunismo não se limita só a burrices ou a senso humor. O fato é que essa gente está muito mais disposta a nos fazer chorar. Eis o nosso real perigo!

    By Anonymous Mário, at 5:08 PM  

  • Parabéns ao povo, os verdadeiros patrões deste "pessoal" tão necessitado de reajuste salarial. Salafrários indecentes!

    By Anonymous Samú, at 6:34 PM  

  • Prá pedir retratação ao lula é que não foi esse jantarzinho gorduroso! Lá vem mais bomba! Pra cima de nós, é claro! Já, pro Ali Babá + os 40 ladrões, a coisa parece que vai muito bem, obrigada!

    By Anonymous CLEIDE, at 7:48 PM  

  • QUE a imprensa não sossegue e não dê descanso aos parlamentares por causa deste absurdo. Eles aumentarem seus salários em 90% e nós morrendo de tanto pagar tributos para sustentar este bando de safados!!

    By Anonymous Anônimo, at 8:34 PM  

Postar um comentário

<< Home