movimento ordem vigília contra corrupcao

domingo, novembro 05, 2006

LULA DESPREZA OS 40 MILHÕES QUE DISSERAM NA URNA NÃO À CORRUPÇÃO


Perdido no meio da quadrilha que montou na administração pública para assaltar o erário, Lula ignora o cidadão que paga impostos e vai exibir no Nordeste, que lhe garantiu o maior percentual de votos, a prepotência de quem não tem que dá satisfação aos brasileiros que pensam. Aqueles quase 40 milhões que disseram não à corrupção.

O que mais chamou a atenção do País nestes dias de caos na aviação, mais uma promoção do desastrado e corrupto governo Lula da Silva, foi o contraste entre o inferno em que se transformaram os aeroportos, com milhares de pessoas desesperadas à espera de um vôo, e o aerolula levantando vôo na base aérea de Brasília, com destino a Salvador, onde Lula, com a habitual despreocupação com a situação daqueles que lhes pagam as contas, exibiu uma indecorosa barriga, num gesto de indiferença, diante de mais uma demonstração de incompetência petista.

As fotos do “presidente” passeando numa praia da Bahia remetem para a inexistência de seriedade nesse “cidadão”, que acaba de ser reeleito. Enquanto controladores de vôo, Aeronáutica e o ministro da Defesa, Waldir Pires, brincavam com a aviação, homens e mulheres que têm o que fazer e, que, em ultima instância, movem o Brasil, protestavam em vão nos aeroportos.

No domingo à noite, reconhecida a vitória nas urnas, Lula dirigiu-se ao País exaltando os seus feitos e declarando que o Brasil estava pronto para o crescimento econômico. Apenas discurso.

Crescimento sob Lula, apenas da corrupção. Esta começa no Palácio do Planalto, atravessa a rua até o Congresso Nacional, onde PT e aliados se locupletaram via mensalão, sanguessugas e outras mutretas petistas, passa pelos ministérios e deságua nas estatais.

A crise da aviação já devidamente batizada como o “apagão aéreo de Lula” – outros apagões estão em fase de concepção nas áreas de saúde e de energia – reflete os desmandos de Lula e PT nestes quase quatro anos de desgoverno.

Perdido no meio da quadrilha que montou na administração pública para assaltar o erário, Lula ignora o cidadão que paga impostos e vai exibir no Nordeste, que lhe garantiu o maior percentual de votos, a prepotência de quem não tem que dá satisfação aos brasileiros que pensam.

Aqueles quase 40 milhões que disseram não à corrupção.

E Lula ainda tem a coragem de anunciar que no retorno a Brasília vai conversar com a oposição sobre os rumos do Brasil. Qualquer gesto da oposição em direção a Lula seria compactuar com o crime organizado instalado no Palácio do Planalto.

Bem disse o líder José Carlos Aleluia: ”Não vamos atender a esse chamado. Ele se mostrou amante da farsa e da mentira ao longo do primeiro mandato. Vamos ficar no Congresso, onde é o nosso lugar. Aqui conversamos, fora, não”.

E acrescentou Aleluia: "Nós representamos os 40 milhões que consideram o governo Lula o governo da farsa”.

Rigorosamente certo. Assessoria de Imprensa do PFL

*

À ESPERA DO ESTOURO

O trabalho fora dos padrões humanos não se ocupava da migração de andorinhas, mas da vida de muitas pessoas

A BAGUNÇA dos vôos de passageiros reflete muito mais do que jornais, rádios e TV relataram. É mais uma notícia do caos encoberto que existe em inúmeros setores da administração pública, cada qual à espera do seu dia de eclosão, enquanto todos se alastram por outros setores.

O apagão no governo passado e a crise do setor oficial de saúde no Rio, para ficarmos nos casos mais lembrados nestes dias, foram outras eclosões da precariedade administrativa.

Apesar de sua gravidade econômica e social, não escaparam à tradição das explicações malandramente simplistas, para que responsabilidades, causas e soluções sejam logo esquecidas. As causas nunca são únicas, nem as mesmas nos focos caóticos da administração pública federal, estadual e municipal.

Escassez de recursos, retenção de recursos orçamentários para desagravar as contas, falta de pessoal e incompetência/irresponsabilidade nos degraus crescentes da hierarquia funcional são, além de outros menos expostos, ingredientes que variam suas dosagens a cada caso, mas se combinam em quase todos.

O caos dos vôos pareceria impossível. Em um só dia, a véspera do feriado, informações sobre cerca de 700 deles com horários loucamente descontrolados (em Cumbica-SP, atrasos de mais de 20 horas; em Brasília, perto disso), além de cancelamentos sem conta e sem aviso, não podem ocorrer só porque dois ou meia dúzia de controladores de vôo foram afastados, para investigação do choque aéreo na Amazônia -como alegaram os comandos da FAB. Por Jânio de Freitas – FSP
Assinante da Folha
leia mais

*

O RISCO DO NOVO APAGÃO

Há uma bomba-relógio no governo Lula com força suficiente para ser um novo apagão com conseqüências muito mais graves do que o rebu dos Aeroportos. Ela ocorre na área da Saúde. Aliás, aproveitamos a oportunidade para uma pergunta singela: Alguém sabe o sobrenome do tal do Agenor, o atual Ministro da Saúde?

Os leitos hospitalares diminuíram e estão fora dos padrões da Organização Mundial da Saúde. Aquele mosquitinho da dengue continua fazendo suas vítimas fatais e ela está próxima de bater um novo recorde. Ah, a vida é cruel. Vocês se lembram quando Lula tentou carimbar, sem sucesso, Serra como o Ministro da Dengue? Pois é, a doença está de volta no chamado “Governo Popular”.

As Santa-Casas estão em estado de insolvência. O SUS não corrige sua tabela de preços há meses. Uma consulta pediátrica é ressarcida apenas em dois reais pelo sistema público. Para assegurar o superávit primário, foram ceifados mais de hum bilhão de reais do orçamento da Saúde. Preparem-se para o novo apagão que vem aí, pois os hospitais públicos, inclusive os da rede federal, estão entregues às traças.

Mas não sejamos injustos. Lula fez algo pela saúde. No seu governo, ela passou a ocupar as páginas policiais dos jornais e seus ex-ministros foram denunciados pelo Ministério Público. Eles são os pais dos “vampiros” e “sanguessugas”.
Por Tibério Canuto/Antônio

Eis aí a grande obra de Lula.

*

A DESOBEDIÊNCIA CIVIL E O BRASIL

That government is best which governs least" (O melhor governo é o que menos governa) - Henry David Thoreau

Apesar de todos os acontecimentos ocorridos no Brasil nestes últimos quatro anos, apesar de estarmos frente a mais quatro anos do mesmo, o momento não é de desobediência civil como tal.

Conforme a citação de Thoreau acima, estamos, e isso há dezenas de anos, com um excesso de governo. Um excesso de governo que consegue compor uma Suprema Corte feita sob medida para seus fins, que consegue comprar um congresso segundo seus fins, que controla as chaves do tesouro e liga ou desliga recursos decididos em orçamento ou destinados por lei a estado segundo seu bel prazer o caso não é de desobediência civil de quem protesta.

Thoreau coloca que o desobediente civil deve estar preparado para ir à cadeia. Afinal, descumpre a lei. No Brasil o caso é de se fazer cumprir a lei.

Para os partidos que falharam em eleger o Sr. Alckmin existe outra mensagem. Praticamente não usaram de palavras claras para acusar o governo do PT dos desvios, do caixa dois da pusilanimidade em defender o país contra as estrepolias da Bolívia, obrigações que a partir do momento em que o Presidente ao ser empossado jura manter a constituição e as leis do Brasil fica obrigado a cumprir.

Sinceramente, parece que os opositores ao Sr. Lula nessa eleição resguardavam certas características dos hábitos de governar o Brasil, de medo que um dia viessem a precisar delas. (MPs por exemplo).

Esquecem-se de que: "Aqueles que professam o amor pela liberdade mas se furtam à movimentação enérgica são homens que desejam safras sem arar o chão. Querem chuva sem relâmpagos e trovões. Querem o oceano sem o rugido atemorizador de muitas águas. Esse combate pode ser de ordem moral ou de ordem física ou ambas as coisas, mas deve ser um combate. O poder nada concede sem que lhe seja exigido. Nunca concedeu nem concederá.” - Frederick Douglass, aboliciomnista Afro-Americano

Acho que Douglass coloca isto de uma maneira clara. O PSDB e aliados foram cavalheiros a fazer discursos na Câmara do Comuns, em lugar de reconhecer que para confrontar os novos coronéis do voto contra o prato feito deveriam adquirir um toque de populismo.

Deveriam berrar exigindo o respeito a tudo pelo qual combateram nos anos em que buscavam acesso ao poder. Deveriam urrar contra a importação de modelos de vizinhos abibolados buscado junto ao agonizante caudilho do Caribe que nunca conseguiu sequer alimentar seu povo sem praticar golpes contra quem lhe fornecesse equipamentos e mantimento. Mas não é tarde demais.

Chegou a hora de lotarmos estádios com pessoas pedindo a cabeça dos aliados do presidente, com a do próprio junto. Uma atitude pouco brasileira, pois este é um povo que sempre acha uma desculpa para absolver o meliante. Mas deve haver brasileiros enérgicos e até violentos.

Afinal, de onde saem invasores de Aracruz, assassinos do gado de fazendas modelo, líderes de acampamentos onde é aplicada a lei do Kapo de campo de concentração? por Ralph J. Hofmann


Matéria completa:

http://www.diegocasagrande.com.br/index.php?do=Wm14aGRtOXlKVE5FWVhKMGFXZHZjeVV5Tm1sa0pUTkVNamM0TURSTFFRPT1aeFAySg==

Por Gaucho/Gabriela (Movimento Ordem eVigília Contra a Corrupção)

2 Comments:

  • Que belo destaque este abaixo. Hoje publicado em nosso BLOG.
    Amigos visitantes, enviem à lista de seus amigos!!

    DESTAQUE!
    Chegou a hora de lotarmos estádios com pessoas pedindo a cabeça dos aliados do presidente, com a do próprio junto. Uma atitude pouco brasileira, pois este é um povo que sempre acha uma desculpa para absolver o meliante. Mas deve haver brasileiros enérgicos e até violentos.Afinal, de onde saem invasores de Aracruz, assassinos do gado de fazendas modelo, líderes de acampamentos onde é aplicada a lei do Kapo de campo de concentração? por Ralph J. Hofmann

    By Anonymous Gabriela, at 1:22 PM  

  • “Um homem que desejar fazer profissão de bondade, mui natural é que se arruíne entre tantos que são perversos” - Maquiavelli

    É chegada a hora de convocar os brasileiros com energia!

    By Anonymous L.C., at 3:53 PM  

Postar um comentário

<< Home