movimento ordem vigília contra corrupcao

quarta-feira, novembro 01, 2006

OPOSIÇÃO É PARA SE OPOR. PONTO FINAL.


Vamos repetir o óbvio. Nas democracias, quem ganha governa, quem perde faz oposição. Este é o recado das urnas e é assim que devem se comportar as forças políticas.
O “entendimento” proposto por Lula ignora tal realidade e visa fazer de seu pensamento um novo “bonapartismo”, a reinar acima das classes e de todas as correntes políticas.

Para o Brasil, isto é péssimo, pois o choque de idéias e de propostas é a própria mola propulsora para que o país saia do marasmo econômico e alcance patamares de desenvolvimento compatíveis com as necessidades de seu povo.

Espertamente, Lula aciona um processo de cooptação, colocando a cenoura na frente do burro. Ou seja, fala em desenvolvimento e propõe que todos adiram ao seu novo governo. Tenta contornar assim duas questões para as quais é impossível se passar a borracha: o resgate do Estado de Direito Democrático, e o desmonte do aparelhamento do Estado patrocinado por Lula e os petistas. Estes são dois pontos fundamentais da “Agenda Nacional”.

Os dois recentes atentados à liberdade de imprensa colocam outra grande responsabilidade para as oposições. É possível que o novo “Bonaparte” sinta-se forte e tente alterar a Constituição à base de uma “Nova Constituinte”, inspirando-se na experiência do seu amigo Chaves. É o chamado “golpe branco”.

Se tal quadro vier a se concretizar, as oposições têm a obrigação de organizar e articular a resistência democrática, antes que seja tarde. Em Brasília, duas grandes lideranças da oposição, e de partidos distintos, já conversaram neste sentido. As oposições não podem, e nem devem, cair no canto da seria da estratégia do “morde e assopra”.

Os quarenta milhões de votos de Geraldo Alckmin foram dados para que se mude o modelo econômico e se adote uma política social que não se limite a medidas compensatórias. Toda e qualquer proposta que vier neste sentido, terá o apoio da oposição e para isto não é necessário qualquer pacto. Relações institucionais entre governos estaduais de oposição e Lula devem existir, até porque o modelo centralista brasileiro coloca as unidades da federação brasileira em dependência do poder central.

Isto não tem nada de adesismo ou de “entendimento nacional”. A separação da atuação partidária das relações institucionais é em si mesma uma bandeira da oposição. Como disse Fernando Henrique, o papel dos oposicionistas é dar trabalho à situação. A unanimidade que o lulo-petismo deseja é a ante-sala do autoritarismo, cimentado no pensamento único e no rolo compressor do executivo. As oposições não podem praticar o haraquiri, renunciando ao papel que as urnas lhe deram. Como diria o conselheiro Acácio, oposição é para se opor. por Tibério Canuto/Antônio Sérgio – Pitacos Políticos


E AGORA, BRASIL?
Que mudanças pode trazer a reeleição de Lula? Uma delas já se faz notar: a oposição está ficando mais mansa.

TRÉGUA À VISTA
A reeleição de Lula, por larga margem de votos, já começa a amansar a oposição. O que mais pode mudar daqui pra frente? Veja aqui

DIVÓRCIO ANUNCIADO
PFL decide não repetir aliança com PSDB nas eleições e se nega a dialogar com Lula. Leia mais
*

ATENTADO À LIBERDADE DE IMPRENSA
A tentativa de intimidação de três jornalistas da revista Veja, por parte do delegado Moisés Eduardo Ferreira, revela algo muito mais grave do que a transformação da Polícia Federal em uma polícia política. Na verdade está em curso um processo de intimidação do mundo da comunicação, constituindo-se num verdadeiro atentado à liberdade de imprensa.

Já tivemos em Brasília petista intimidando jornalistas, ameaçando-os de espancamento se eles tocassem no assunto “Dossiêgate”. Diversos regimes totalitários começaram assim: vão sufocando, aos poucos, a liberdade de expressão. Pitacos Políticos

E A FEDERAÇÃO DE JORNALISTAS DISSE O QUÊ? NADA!
Todo mundo já sabe da intimidação de que foram vítimas os jornalistas da Veja. Não há, até agora, no site da Federanção Nacional dos Jornalistas, nenhuma menção a respeito.
A federação também ignorou as agressões físicas contra repórteres protagonizada ontem por petistas. Pior do que isso. Seu presidente disse que os “jornalistas provocam”.
É isso aí. O fascismo, no seu formato original, contava com o apoio das corporações — que serviam aos interesses do Estado, é claro, não de seus associados. É bom lembrar que a Fenaj é aquela que queria, com Lula, o Conselho Federal de Jornalismo. Um eufemismo burocrático para "censura". Por Reinaldo Azevedo
*
PESCOÇO IMOBILIZADO E CINCO DIAS DE REPOUSO
Pescoço imobilizado e cinco dias de repouso. É o resultado da agressão de petistas à jornalista Roseann Kennedy, da rádio CBN, que tentou entrevistar o presidente Lula, segunda-feira, na Base Aérea de Brasília. Por C. Humberto
*

EPITÁFIO 1 - MENCHEVIQUES
Ingressamos a partir de 1º de novembro no segundo momento da Revolução Socialista Brasileira. Os líderes dessa Revolução agradecem aos milhões de votos recebidos, aos inúmeros apoios e ao povo em geral, em especial ao Nordeste, que fizeram renascer das cinzas, no Brasil, a Fênix comunista morta no Leste Europeu em 1991. Cumprir-se-á a determinação do Foro de São Paulo fundado por Lula e Fidel Castro neste mesmo ano.
Em outro epitáfio escreverei mais sobre os bolcheviques. Então, parabéns ao povo brasileiro, ou à sua metade maior. Seja feliz nas suas correntes! A outra metade menor que se recusa a ser enganada vai penar em silêncio em respeito à ignorância do maior número. O que importa é que o Brasil que resultou de tudo isso é um país dividido pelo medo, pela ignorância e pela mentira; a mentira com as pernas mais compridas que se conhece! É muito mais do que a divisão de ricos e pobres, como andam dizendo.
O Comunismo ou Socialismo (a diferença é apenas acadêmica) costuma ter vida longa. O Socialismo dura muito, mas como está no Brasil, poderá ser também destruído pelo demônio da corrupção. Como os alienígenas do filme Guerra dos Mundos, ele corre risco mortal com as bactérias do dinheiro e da vaidade! Isso o ameaça muito mais do que qualquer eleiçãozinha regular da etapa menchevique!

O TSE tem razão: o Brasil é tão bom quanto o seu voto! Bolchevique, agora é a sua vez! Aproveite! por Charles London – MídiaSemMáscara

COMENTÁRIOS:
Pelo andar da carruagem, nossa oposição (?) ficará limitada a alguns poucos.
Todos sabem que o PFL mobilizou fortemente suas bases durante a campanha do Alckmin. Dedicou-se e esteve junto o tempo inteiro.
Ao contrário disto, a cúpula do PSDB faltou ao seu próprio candidato.
T
emos ouvido que o PSDB, na verdade, facilitou as coisas para a reeleição do chefe e quadrilha. E, agora, com esta atitude de barganhar interesses eleitoreiros só nos resta acreditar que nossas suspeitas são procedentes. Uma vergonha!
Da mesma forma que nos deparamos com a triste constatação de que a grande maioria do “povo” é imoral, resta-nos concluir que nossa oposição é bem menor do que supúnhamos.
Agora, pelo menos, já sabemos em quem não confiar e com quem podemos contar. Por Gaúcho/Gabriela (Movimento Ordem e Vigília Contra a Corrupção)

2 Comments:

  • LEMBRETE:

    Neste Blog, desde há muito, não pe permita entrada de petralhas. Fechamos as portas prá esta láia.

    Agora, depois da eleição do chefe e quadrilha, NADA MUDA.

    Ao contrário: Com a convicção mais absoluta possível, acreditamos que a militância do partido do crime é imunda e se moral. Juntamente, com parte da população conivente, que optou pelo CRIME.

    Então, reiterando: SUJOS, aqui não entram, ok? Mensagens são deletadas, antes mesmo de serem lidas. Uma linha apenas...o suficiente para sentir o dor. E PIMBA! LIXEIRA!!!

    Somos da ELITE decente deste país. E já nos separamos espontaneamente do convívio do resto do chiqueiro.

    AQUI, PORCOS NÃO ENTRAM, OK?

    By Anonymous GAUCHO, at 12:44 PM  

  • Apenas um desabafo!
    Não podemos ficar tentando filosofar em cima de uma coisa que ficou super claro. Êta povo ordinário. Disse bem, Reinaldo Azeredo: "Pra que povo"?

    A fé que tivemos, só serviu para aplanar a montanha dos horrores e,
    agora neste momento a minha "fé" reside nos abismos. Hoje sou uma mulher sem fé. Liberto-me dos céus mais lindos e sonhados, e recorro a minha natureza, que me dê a ordem moral das coisas, assim, como na física tem, segundo uma frase vulgar, horror ao vácuo, enche-a com os absurdos. Mais fácil encarar e viver assim.

    Sem fé neste povinho, seguiremos firmes e fortes, porque, SOMOS A "ELITE" DECENTE. Pagamos a conta não é? O Brasil é nosso! Não daremos trégua aos VAGABUNDOS.

    By Anonymous Gabriela, at 6:54 PM  

Postar um comentário

<< Home