movimento ordem vigília contra corrupcao

quarta-feira, setembro 13, 2006

ESVAZIANDO A LIXEIRA

Se as imagens escandalosas de cuecas recheadas não ajudam em nada o eleitor a compor um esboço de repulsa, é porque ele está inabilitado para a vida política honesta.




Você confirma essa opção? - No momento em que o povo brasileiro (ou a parcela dele que não presta, ou é muito burra para notar a realidade que vivemos) se prepara para dar um mandato de 20 anos a Lula, é imperioso destacar as razões que explicam essa insânia que está nos jogando na lata de lixo da História. O significado maior dessa eleição consiste em que atingimos um estágio tão baixo de degradação moral que perdemos o direito de usar a opção esvaziar a lixeira. Por isso mesmo, ela não está na urna eletrônica!

Crime consolidado - Eu sempre desconfiei dessa democracia consolidada, para usar expressão de FHC de muitos anos atrás. Agora chegamos, de novo, em seu maior momento: as eleições. O que FHC jamais disse ou escreveu, no entanto, é que essa democracia consolidada, uma realidade sociológica, era o que a esquerda tinha de melhor para dar. E deu. Mas, aqui o que importa é a expressão composta; a democracia-conceito, a democracia sendo adjetivada para denotar uma certa arrogância ou soberba, um triunfalismo blasè, a custo evitado pelas esquerdas, as quais não tiveram pudor em riscar um fósforo para abafar o ar siciliano de sua vendeta. E o que ela produziu? A sucumbência social e política do seu povo.

Mas isso não se faz sem o Parlamento, entretanto. A legalização moral do crime, o habeas corpus para os crimes do presente e as indenizações para os crimes do passado, nasceram dessa democracia consolidada parlamentar e partidária. E ela mesma se legalizou e se legitimou pela via do costume, do mau costume, na via lenta e dolorosa da vergonha que corrompia o povo e o seduzia para as suas idéias mal-sãs. Fez e continua fazendo isso há décadas, preparando-o para aceitar dela apenas os adjetivos, os apêndices, a formalidade da regra. A Constituição de 1988 é apenas um seu veiculo de carga. FHC foi um dos principais e mais ilustres criadores desse mostrengo democrático e ainda tem gente que o chama de estadista. Eu acho que ele é um estadista consolidado.

Justiça tem prazo de validade? – Um dia o povo - ou a sua culpa, o que vier primeiro -, perguntará isso. O fato é que é muito chato estar na condição de juiz nesse momento. E ainda tem gente que espera do povo um julgamento pela via do voto. Então essa gente deve estar preparada para admitir o favoritismo do crime que concorre à re-eleição! Mas o ponto é: como deixaram que eles, os criminosos, concorressem? Se estão concorrendo, o TSE e os TREs deveriam fechar as portas e parar de gastar dinheiro público! A Justiça sucumbiu no ano passado. Reparem que não estou falando na justiça das leis dos homens pequenos do aforismo anterior.

A hora do lobo - O pior é que nós avisamos, escrevemos, nos escabelamos, e nada resultou! Acertamos tudo, menos que o governo Lula arriscasse tanto, que se descuidasse e mostrasse tanto a sua bunda suja! Ninguém imaginava isso. Se aquelas imagens escandalosas de cuecas recheadas hoje não ajudam em nada o eleitor a compor um esboço de repulsa, é porque ele mesmo, povo eleitor, está inabilitado para a vida política honesta e sadia. O fato é que nos encontramos em um ambiente em que o conflito é tão grande que não pode ser resolvido por eleições. É a hora do lobo autoritário.

Tempo esgotado - O povo está incapaz novamente de fazer escolhas certas e com convicção moral. Em outros tempos dizia-se que ele votava mal ou não sabia votar. Os motivos eram outros e nenhum se aproximava dessa moléstia contagiosa e mortal do socialismo ou da democracia socialista que, aliás, nunca passou de um mero blue print do sonho comunista. Mas, vamos que votar sempre, repetidamente, como dizem os bons moços da ciência política, educa o eleitor; que a democracia é tão boa que mesmo o povo errando todas, a sua vida melhora com o tempo. O problema é: quanto tempo? O meu tempo esgotou.

Nível Brasil - Então falamos sobre o previsível e o esperado. Falamos do Bem e do Mal. Falamos sobre a consciência que o povo brasileiro de hoje tem sobre eles. Podemos agora concluir e esperar que nos encaminhamos para a re-eleição de um protoditador comunista, um agente ou gerente do projeto comunista continental latino-americano conhecido como Foro de São Paulo. Esse Foro de São Paulo elegeu Kirchner na Argentina, Chávez, Evo Morales, e derrubou uns tantos alckmins eleitos pelo povo na América. O primeiro alckmin brasileiro chamava-se Collor. Estamos orientados psicologicamente por ele e para ele. Somos confiáveis e maduros, do ponto de vista ideológico aos propósitos do projeto do Foro de São de Paulo. Se você não sabe o que é o Foro de São Paulo e o que é a sua democracia consolidada, essa é a explicação para o aparente paradoxo do favoritismo do Lula. Para ajudá-lo, no momento, caro eleitor, estamos próximos do zero moral, e descendo.

***
As razões para eu afirmar isso se multiplicam. Mas me basta uma meia-dúzia delas para caracterizar o que fizeram de nós.

1. Não há partidos de direita no Brasil de hoje.

2. A natureza ideológica da hegemonia hoje lulista (antes, petista e de seus aliados) nos deixou alienados socialistas. É a vitória de Lenin e de Gramsci. As escolas são belos exemplos dessa hegemonia.

3. O enorme orçamento proveniente das drogas, dos seqüestros, dos assaltos a bancos à disposição do Foro de São Paulo, é desigual. Operacionalmente falando trata-se da maior conquista da guerra assimétrica, diga-se, fenômeno sociológico e histórico que não está tratado aqui na profundidade que merece.

4. A duração e o grau de profissionalização desse projeto de poder, o que se conta em décadas, são fatores decisivos dessa guerra assimétrica.

5. O empobrecimento moral e intelectual das classes pensantes e falantes que têm espaço na mídia é o resultado esperado pelo Foro de São Paulo. Trotski já tinha pensado nisso em 1906. As bandeiras são as mesmas.

6. O contexto internacional favorável ao socialismo e ao neo-comunismo, hoje disfarçado de capitalista, dá carona à apologia do ódio, à inveja, ao ressentimento. Terroristas são aplaudidos em todas as partes. O mundo ficou “mole”; as leis ficaram moles. O homem se afrouxa; o mundo se “relativiza”. Os bandidos prosperam. A crueldade humana aumentou e Hitler está morto há muito tempo. por Carlos Reis em 13 de setembro de 2006 - © 2006 MidiaSemMascara.org

Gaucho/Gabriela (Movimento da Ordem e Vigília Contra a Corrupção)


2 Comments:

  • Nunca pensei na minha vida, ao atingir 60 anos de idade, ter que pedir aos filhos e netos que não me copiem em moral, honestidade, ética e responsabilidade, porque chegamos e estamos em um País que nada disso tem valor. Eles tem que voltar à escola de Lulla para poder sobreviver e os ítens acima são obstáculos para seus sucessos. Ninguém pode praticar democracia sem praticar crimes. Foi dito por Lulla e aplaudido por muitos. Ninguém pratica democracia sem por a mão na merda. Isso foi dito por pseudo-artista-intelectual-de-esquerda e mais uma vez aplaudido por muitos. Hoje, os estrangeiros que estão aptos a receber as mais altas comendas que carregam os nomes de heróis nacionais, são cocaneiros e terroristas assassinos. Os bandidos mandam e desmandam no País todo e o presidente diz que estamos num País melhor. Bandido-terrorista-político é chamado pelos oficiais da mais alta patente para palestrar em seu auditório da Escola Superior de Guerra, antes bem frequentado e sair aplaudido por seus atos de violência explícita e curriculares.
    Realmente é muito duro ter que ensinar as crianças de hoje a ter esse tipo de caráter para sua sobrevivência e seu sucesso profissional. Não há escolha.

    By Blogger brasil, at 1:52 PM  

  • A esperança era o sonho dos homens acordados neste mundo. Agora vivemos um extremo desgosto da desgraça feita pelos adormecidos, ignorantes e apologistas do mal e da corrupção. É isto ai povo... Votem no Lula! Quero ver este povo catar "gravetos" na terra pra comer. A direita fez o Brasil, e a esquerda destruindo com aquela conversinha mole. Enfim, fazendo uma refundição, um transfiguramento completo de monstros.

    By Anonymous Gabriela, at 7:23 PM  

Postar um comentário

<< Home