movimento ordem vigília contra corrupcao

quinta-feira, junho 01, 2006

A SOCIEDADE NÃO PRECISA É DE IMORAIS, ISTO SIM, SR. FERNANDO HENRIQUE

..."A inteligência chegou a um ponto em que estamos entre a indiferença e a indignação. Quem tem que vencer é a indignação. Mas está vencendo a indiferença. Não dá para continuar assim" - FHC, nesta quinta, na (USP).

Acordo Político e de Negócios
No dia 18 de maio, em Nova York, depois de um prato de talharim e um cafezinho, os tucanos digeriram um acordo político-econômico de não-agressão entre o PSDB e o PT, caso se confirme a vitória reeleitoral do presidente Lula - conforme indicam todas as pesquisas da situação e da oposição.
Por trás do pacto informal, firmado entre FHC e o senador Aloízio Mercadante, o próximo governo petista se comprometeria a não alterar as atuais bases econômicas que interessam ao sistema financeiro internacional – e ao nacional. Dirigentes do Banco Itaú teriam presenciado o encontro secreto entre o tucano e o petista na “Big Apple”.

A contrapartida ao natural apoio tucano na economia viria com o apoio do governo federal a um mega-projeto de concessões e parcerias público-privadas em rodovias, que movimentaria R$ 30 bilhões. Tal negócio foi montado pelo publicitário Paulo Henrique Cardoso, filho de FHC, que fechou uma parceria com um poderoso grupo de empreiteiros canadenses. Em troca das “privatizações” nas estradas, os tucanos apoiariam a reforma da previdência que será tocada por Luiz Gushiken, e que vem sendo elaborada desde o primeiro governo FHC.

Tal pacto político-empresarial de intenções foi formulado entre o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e o senador Aloízio Mercadante, nos Estados Unidos. O tratado político informal foi sacramentado pelo senador Tasso Jereissati e pelo governador de Minas Gerais, Aécio Neves. O presidente Lula ainda não se definiu sobre tal acordo amarrado por Mercadante. Faltava ouvir seus gurus José Dirceu, Luiz Guishiken e Luiz Dulci. Mas Lula enxerga que a paz com os tucanos lhe garantiria a nada fácil sobrevivência política durante um segundo mandato que ele já conta como certo.

O triunvirato tucano e o senador petista (que concorre, para perder, ao governo de São Paulo) estiveram em Nova York, no dia 18, para participar da homenagem da Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos ao presidente da Vale do Rio Doce, Roger Agneli. O acordo de negócios políticos foi sacramentado no luxuosíssimo Hotel Waldorf Astoria, onde ocorreu a mega-festa. Por, Jorge Serrão - Alerta Total.

Abandono de Alckmin, segundo o PFL

Um relatório reservado que circula entre os caciques do PFL dá como favas contadas o abandono da candidatura de Geraldo Alckmin pelo presidente Fernando Henrique Cardoso.A revelação da reunião secreta entre Mercadante e FHC, nos Estados Unidos, foi a constatação final de que Alckmin tem tudo para perder.

Ironias do ex-presidente?

Em Nova York, FHC teria dito à imprensa:

...“Geraldo e todos nós temos o mesmo problema: o que fazer com o Brasil”...

..."O problema do Alckmin é 2010."

Na USP, hoje:

..."A sociedade está precisando de um choque moral. Não gosto de dizer isso, dá a impressão de uma coisa muito udenista, mas precisa"...
Esta foi do Lulla hoje, em Manaus:

..."Eu faço a minha parte e espero que cada partido faça a sua parte e que a gente possa se apresentar ao mundo com esta solidez" ...

Comentário:
Por tudo isto, está muito claro que o Lulla pode desafiar o quanto quiser a oposição. Pode dizer as mentiras que bem entender. Elle não teve e não terá oposição à sua porcaria de segundo mandato. Até 2010 é muito tempo para terminar de saquear o país. Que falta de civismo, Senhor FHC! - Por, Gaúcho, Movimento da ordem e da Vigília Contra a Corrupção .

6 Comments:

  • Deprimente... cada vez me convenço mais de que até outubro muita água ainda vai rolar.

    As surpresas apenas começaram, ainda estamos no primeiro ato. Os personagens da peça "Brasilis" esboçam suas faces, desvelam suas personalidades, deixando a platéia perplexa, em estado de catatonia crônica.

    O espetáculo ainda continua...

    By Anonymous Beth Osuch, at 10:51 PM  

  • Pois é, Beth !

    Foge-se as raias da compreensão! Teatro mesmo.. desta oposição FHC.
    Arriscam tudo por dinheiro, o país que se DANE !
    A nossa única esperança é o povo. Se acordar!!

    By Anonymous Gabriela, at 11:21 PM  

  • TUCANO AVERMELHADO. O PÁCTO COM O DIABO CONTINUA.

    By Anonymous SERGIO, at 12:50 AM  

  • Agora dá para entender porque tiraram o Serra da jogada. Sabiam que este candidato poderia fazer frente ao inergúmeno com muito mais riscos à reeleição do apedeuta. Pois, se o PSDB não reagir com decência agora, acabar com esse ENTREGUISMO ORDINÁRIO, será a última vez que esse partido terá o meu voto. Em 2010, fugirei dele, como o diabo foge da cruz.

    By Anonymous sueli Costa, at 8:57 AM  

  • FHC, CASO SE APROXIME DE ALCKMIN AGORA, SERÁ A PÁ E CAL QUE FALTA PARA ENTERRAR AINDA MAIS A CAMPANHA DO ALCKMIN. O SR FHC ESTÁ SE EMPRESTANDO À CAMPANHA DO MULA PARA SERVIR DE COMPARATIVO. ELE DEVE SABER BEM QUE COMO GAROTO-PROPAGANDA DO EXCELENTÍSSIMO APEDEUTA, SÓ QUEIMARÁ AINDA MAIS AS POSSIBILIDADES DO ALCKMIN COM ESSA APROXIMAÇÃO. COMO NÃO BASTASSE AS DECLARAÇÕES INFELIZES QUE JÁ VEM FAZENDO, AINDA FARÁ SOMBRA AO NOSSO CANDIDATO.

    By Anonymous GIL/MACEIÓ, at 9:35 AM  

  • Não tiramos a coisa ruim de lá..po causa do FHC.
    Ele, têm sido uma mãe pro Mulla.

    By Anonymous Suzana Martins, at 10:08 AM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home