movimento ordem vigília contra corrupcao

sábado, junho 10, 2006

CONTINUAM OS REGISTROS DE FRAUDES NAS URNAS ELETRÔNICAS

"Eu sei em quem votei.
Eles também.
Mas só eles sabem quem recebeu meu voto..."
Por, Beth Osuch - Participante do Grupo Voto Seguro.


Aos poucos vamos tomando conhecimento de irregularidades ocorridas em eleições anteriores, que reforçam a tese defendida pelo Fórum Voto Seguro de falhas na segurança das urnas eletrônicas utilizadas no Brasil.Após o escândalo publicado no jornal baiano A TARDE em 4 de junho de 2006, denunciando o desaparecimento de 8 mil flash-cards nas eleições de 2002 (www.atarde.com.br ou baixe transcrição aqui).

Agora é a vez de Guarulhos nas eleições de 2004.
Leia relatório na íntegra

Antonio D'Agostino faz uma acurada análise nos registros do log contido nas urnas-e e dos sistemas de geração de mídias e de totalização. Foram encontradas inúmeras irregularidades que apontam para fraudes, como a carga simultânea de urnas-e por meio de um mesmo flash-card decarga, o que não seria possível a não ser que o flash de carga original tivesse sido copiado (clonado), o que é totalmente irregular.

De acordo com Amilcar Brunazo Filho, um dos ícones na área : "A clonagem de flash de carga é o primeiro passo para a fraude declonagem de urnas que serve para trocar boletins de urna verdadeiros por falsos que são preparados justamente pelas urnas clonadas."


E aponta a importância dos Boletins de Urnas (BU) no processo de impedir este tipo de fraude: "A defesa primária contra esta fraude é a coleta dos BU impressos assim que são emitidos nas seções eleitorais, mas isto não aconteceu em Guarulhos." Sem a impressão dos BU, a fraude se bem feita pode passar quase que desapercebida. "Um dos vestígios é a freqüência incomum dos intervalos entre votos registrados nos arquivos de log.", acrescenta.


Convém observar que em 2004 os partidos tinham disponíveis até 8 cópias dos BU e nas eleições de 2006 está previsto que isso não vai acontecer. A Lei Jobim - Lei 10.408/02, do então Min Nelson Jobim, abriu brechas na segurança e confiabilidade do sistema eleitoral. O Art. 66 (original da Lei 9.504/97), em especial: "Os partidos e coligações poderão fiscalizar todas as fases do processo de votação e apuração das eleições, inclusive o preenchimento dos boletins de urna e o processamento eletrônico da totalização dos resultados, sendo-lhes garantido o conhecimento antecipado dos programas de computador a serem usados." foi alterado na então Lei Jobim para: "Os partidos e coligações poderão fiscalizar todas as fases do processo de votação e apuração das eleições e o processamento eletrônico da totalização dos resultados."

Ou seja, a Lei Jobim diminuiu em muito a Transparência do Sistema Eleitoral, reduzindo os direitos de fiscalização dos Partidos Políticos. A Lei 10.408/02 foi sancionada pelo Presidente da República em 10 de janeiro de 2002 e estabelece novas regras sobre a transparência e confiabilidade do voto eletrônico, é o resultado final de um projeto de lei iniciado pelo Sen. Roberto Requião no ano de 1998.


Por mais transparência e controle da sociedade sobre o processo eleitoral eletrônico!!

Faça parte da lista de pessoas
que apóiam a lisura nas eleições:

Apoio do Movimento da Ordem e da Vigília Contra a Corrupção.

10 Comments:

  • Fico muito satisfeita em ver que seu blog está dando voz a minhas preocupações sobre a Burla Eletrônica. Tentei que publicassem um artigo meu sobre o fato e fui censurada. Parabéns! catherine henry.

    By Anonymous cathy, at 6:28 PM  

  • Cathy
    Este canal é nosso!
    Deve ser usado como a nossa VOZ, tbém fora do Orkut...para que outras pessoas tbém tenham acesso.

    De qq forma agradecemos pelo teu elogio. Aqui, sempre haverá espaço para publicar as nossas preocupações.

    By Anonymous Labestia, at 6:46 PM  

  • Nosso Blog, sempre dará voz às preocupações de todos os brasileiros indignados com o atual desmando, corrupção e fraudes a que estamos acometidos.

    By Anonymous gabriela, at 6:51 PM  

  • Já assinei!

    By Anonymous Cacá, at 9:09 PM  

  • Há tempos assinei o manifesto. Sou totalmente contra o voto eletrônico e jamais confiei nesse sistema. Creio que outra luta que devemos abraçar: a volta do voto em cédulas.
    O silêncio em torno do assunto e esse testemunho da Cathy são exemplos de que há algo muito errado nessa história.
    Boa noite amigos.

    By Anonymous Saramar, at 1:49 AM  

  • O ensaio geral para a tomada do Poder foi feito.

    Aguardemos, confortavelmente sentados, que apareça, no meio do MST, do MLST ou dos Sem Teto urbanos, alguém com a audácia de Adolf Hitler ou Lênin para que se tome de fato o poder de Estado — contra nós, porque totalitário. Então, o novo governo que será dirigido por um partido, traçará suas diretivas e dará suas ordens às Forças Armadas como no III Reich e na URSS

    Oliveiros S.Ferreira
    fonte: Ternuma

    By Anonymous Lucas, at 1:22 PM  

  • Aqui no RS aconteceu uma coisa muito estranha, em 4 grandes cidades um determinado partido ganhou as eleições, e os canditados desses partidos nem faziam parte das pesquisas como possiveis vencedores, me chamou a atenção, em todas as pesquisas eles estavam sempre com menos que 10% dos votos, mas chegado a eleiçaõ, foram todos eleitos.
    E como trabalho com Informática, sei o quanto é fácil manipular esses dados.

    Leandro, São Leopoldo - RS

    By Anonymous Anônimo, at 5:26 PM  

  • nas ultimas eleições para prefeito em esplanada-ba, mais de 3 mil pessoas não puderam votar. Ou constavam como mortas, ou tiveram simplesmente seus títulos cancelados. Outras pessoas denunciaram que escolheram um candidato mas quando foi constatar a totalização da sua seção eleitoral, não havia nenhum voto para o seu candidato.

    Esse negocio de urna 100% segura é conversa pra boi dormir!

    By Anonymous Anônimo, at 6:22 PM  

  • Eu sempre desconfiei da segurança das urnas eletrônicas. A eleição na Bahia tem algo de suspeito. Em quatro municípios, Jacques Wagner foi tão bem votado que superou a votação de Lula (teoricamente o seu grande cabo eleitoral). O mais curioso é que nesses municípios a votação de Geraldo Alckmin supera a de Paulo Souto, donde se conclui que muitos eleitores votaram na dobradinha JW/Alckmin (os demais concorrentes têm votação residual). Uma dobradinha pra lá de insólita!
    Fui conferir no TSE cada colégio eleitoral, em 2002 e em 2006. Algns dados:

    JW supera Lula e faz dobradinha com Geraldo Alckmin
    1. Dom Basílio (7 7 00 eleitores)
    Em 2002, Paulo Souto teve lá 87,155% dos votos válidos; JW teve 8,413%. Nesta eleição, o ranking se inverteu. Foi lá que JW teve a sua maior votação (79,126%) e superou em quase 14% a votação de Lula no município, onde ele teve 65,9% dos votos válidos.
    Paulo Souto teve 20,14% dos votos; Geraldo Alckmin 30,2%. Ainda que TODOS os eleitores de P.S tivessem optado por G.A (o que é improvável), ainda sobram 10% de votantes em GA…

    2.Capim Grosso (16 980 eleitores)
    JW teve 64,96% dos votos válidos e Lula 59,9%. Em 2002, JW perdeu para PS por 30% a 53% nesse município. Aqui, a dobradinha JWagner/Alckmin também aparece. Paulo Souto teve 32,386% dos válidos e Geraldo Alckmin 34,864%.

    3. Itamaraju (48 900 eleitores)
    Aqui JW teve 61,99% dos v válidos e supera Lula em quase
    3,5% (58,5%). A votação de Paulo Souto e Geraldo Alckmin é
    praticamente a mesma (36%). De novo, é improvável que TODOS os eleitores de P.S tenham votado em GA.

    5. Teixeira de Freitas (79 800 eleitores)
    JW foi tão bem por aqui que também superou Lula em mais de 7 pontos
    percentuais (71,4% a 78,98% ). Aqui, a dobradinha insólita JW/GA também aparece. Paulo Souto teve apenas 18,3% dos v válidos e Geraldo Alckmin 23,29%.

    Não vamos deixar que a vontade do povo seja manipulada. Façamos algo. O Brasil merece

    By Anonymous Anônimo, at 7:07 PM  

  • Aqui em Itapevi na grande São Paulo os eleitores já estão dizendo que são ERREITORES mas não é verdade aqui houve fraude também porque varias pessoas dizem que foram votar em determinado candidato e a foto era de outro ou simplismente nem foto aparecia e sempre os mesarios diziam que era só confirmar, mas confirmar o que se não sabia quem era pois não havia foto e eles ficavam bravos se alguem reclamar, foi uma eleição estranha com resultados esquisito, más o mais estranho foi a cidade ficar sem oposição pois os 13 vereadores eleitos aqui são da situação, candidatos queridos pela população tiveram votos irrisórios e os com a maior rejeição foram os mais votados isso foi ridículo, acho que a PF deveria investigar esses casos, acho tambem que deveria sair das urnas um comprovante em quem voce votou

    By Blogger Juninho, at 12:37 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home