movimento ordem vigília contra corrupcao

quinta-feira, junho 08, 2006

LULLA NÃO É O PRESIDENTE DO BRASIL, MAS UM MAESTRO DA DELINQÜÊNCIA ORGANIZADA

Mesmo depois do ataque sem precedentes sofrido pelo Congresso, o máximo que Lula fez foi mandar o Planalto emitir uma nota condenando a selvageria que "deve ser tratada com o rigor da lei".

Dada a extrema gravidade do ocorrido, era de esperar que o presidente da República fosse além dessa reação "protocolada", convocando uma rede nacional de rádio e televisão para manifestar ao País, de viva voz e em termos compatíveis com a dimensão do acontecimento, a sua repulsa pela depredação da Casa das Leis e a sua aversão pelos seus autores, incentiva dores e cúmplices. Mas como esperar isso dele, que é o principal cúmplice dessa delinqüência organizada à qual entregou o Ministério do Desenvolvimento Agrário e o Incoar?
Chefe "honrais causa" da baderna, Lula finge surpresa com petistas
O presidente Lula estava - como sempre - em campanha eleitoral, dessa vez no Ceará, quando soube do ultraje perpetrado no Congresso Nacional pela turba de lidera dos do seu companheiro Bruno Maranhão, secretário de Movimentos Populares do PÁ e, nessa condição, membro da Executiva Nacional do partido e da comissão partidária incumbida de conduzir a operação sucessória do chefe. "Muito irritado", segundo o relato de um ministro que o acompanhava, disparou uma pergunta retórica - "perderam o juízo?" - que conduz a uma segunda: em que planeta viveu ele desde outubro de 1997?Foi quando 600 baderneiros invadiram o Ministério do Planejamento, onde ficaram 11 horas e depositaram um peru na mesa do então titular Antônio Andor, na primeira de uma seqüência de invasões invariavelmente impunes de dependências do poder público.
Na realidade, os trogloditas do Movimento de Libertação dos Sem-Terra (MISTA), que apenas por uma letra da sigla se distinguem do MISTA que os gerou, praticaram mais uma ação de crime organizado, típica desses sem-lei e propositalmente sem existência jurídica (para os movimentos não serem responsabiliza dos penalmente), empenhados, sob a bandeira da reforma agrária, em derrubar a "democracia burguesa" e as instituições do Estado.
Já o presidente da República nunca teve juízo - para dizer o mínimo - diante da delinqüência recorrente, subsidiada com dinheiro do contribuinte, dos primatas do radicalismo. Muito ao contrário, dele se pode afirmar que se comportou, mesmo depois de chegar ao governo, como o seu comandante honrais causa, recebendo-os em palácio, fazendo-se fotografar com o boné vermelho da organização na cabeça. Conferiu-lhes, em suma, a condição de interlocutores legítimos do Executivo, como se as suas reivindicações aparentes sempre se exprimissem nos marcos da legalidade. Não faz nem três meses que eles invadiram um centro agronômico de pesquisas no Rio Grande do Sul, pondo abaixo 20 anos de trabalho.
Mudou por acaso a relação de Lula com os cabeças da malta que ele jamais ousou repudiar?A bem da verdade, Lula foi precedido no Planalto por um governante que tratou com notória tibieza as invasões de terras (primeiro as improdutivas, depois também as produtivas) e de instalações oficiais, em um festival de depredação de propriedades privadas e públicas. Dos atos de banditismo não raro estimulados pelo álcool - um número indeterminado de invasores do Congresso, anteontem, mostrava sinais de embriaguez -, não escapou, como se recorda, a fazenda da família do então presidente Fernando Henrique, em Minas, em outubro de 2001. Impunes e prontos para outra, os ocupastes a deixaram conspurca da, deliberadamente imunda e sem nenhuma garrafa de bebida intacta.
Não há nada de novo, pois, sob a treva do vandalismo. O antecessor de Lula pelo menos editou uma medida provisória, já convertida em lei, proibindo a desapropriação, para fins de reforma agrária, de terras invadidas. Tampouco os invasores poderiam reivindicar o assentamento. Ora, o que fez o atual presidente? Fingiu que a lei não existe. Desse modo, observou ontem neste jornal a colunista Doar Bramar, "deu a senha" para a escalada de afrontosa truculência que conspurca a expressão justiça social cada vez que é invoca da pelos organiza dores, com profissionalismo e fartura de recursos, de agressões fascistas como a desta terça-feira. Enquanto isso, acusa a jornalista, "as instituições não se deram ao trabalho de dar ouvidos aos produtores rurais, os mais diretamente ameaçados pelos vândalos, que há tempos vêm alertando para o perigo que eles representam para o Estado de Direito".
E, mesmo depois do ataque sem precedentes sofrido pelo Congresso, o máximo que Lula fez foi mandar o Planalto emitir uma nota condenando a selvageria que "deve ser tratada com o rigor da lei". Dada a extrema gravidade do ocorrido, era de esperar que o presidente da República fosse além dessa reação "protocolada", convocando uma rede nacional de rádio e televisão para manifestar ao País, de viva voz e em termos compatíveis com a dimensão do acontecimento, a sua repulsa pela depredação da Casa das Leis e a sua aversão pelos seus autores, incentiva dores e cúmplices.
Mas como esperar isso dele, que é o principal cúmplice dessa delinqüência organizada à qual entregou o Ministério do Desenvolvimento Agrário e o Incoar? Nosso país, têm o tamanho do caráter de Lulla. Tudo ficou MENOR. ? Editorial do Estadão
Comentário:

Lulla é um dissimulado. Atualmente por conveniência uma mentira muda. Creio, ser a pior "comédia trágica" do imaculado reinante Lula da Silva. Um ralé, um vulgo Zé Mané, que subiu as rampas do sucesso político às custas de um populacho, povoado que vive na bagunceira da ignorância. Nosso país perdeu a pose de um país.
Isto aqui, se tornou uma Aldeia rústica, sitiada por bandos de delinqüentes e assassinos soltos, fingindo serem "organizações" reivindicantes. Os insanos de Lula, destruíram o Congresso naquele ato de vandalismo e delinqüência, e receberam do Sr. Presidente da Câmara Aldo Rebelo, todas às refeições e as parafernálias que um cidadão de bem teria o direito. Isto é o Brasil. Ralezando com o INÁCIO. Por Gabriela, Movimento da Ordem e Vigília Contra a Corrupção.

8 Comments:

  • Só espero que a decência e o pudor vençam a imoralidade e o Sr. NOVE DEDOS seja defenestrado do poder em outubro, espero eu...

    By Anonymous José Daniel, at 10:32 PM  

  • Manifesto Popular de Apoio, para conclamação às Forças Armadas Brasileiras para que cumpram seu dever constitucional de proteger o Estado Democrático de Direito.

    http://www.shorttext.com/10s7s

    Quem concordar com o manifesto, deverá enviar, o mais rápido possível, um e-mail com os seguintes dizeres "Sou da comunidade FORA LULA e assino o MANIFESTO POPULAR".

    O e-mail do homem é acm@senador.gov.br

    http://www.orkut.com/CommMsgs.aspx?cmm=73071&tid=2468954582102383970&na=1&nst=1

    By Anonymous Anônimo, at 11:39 PM  

  • Daniel

    Este Deformado Moral precisa sair antes de outubro. Ou então, veremos muitos ataqus como este às nossas Instituições.
    Podes escrever: até, outubro, os bandos estarão agindo sem trégua para desestabilizar nossa ordem.

    Devem ter até calendário já, com os programas de ataque. É preciso intervir neste processo. Eu já assinei o tal MANIFESTO POPULAR.
    Que todos assinem também.

    By Anonymous GAUCHO, at 9:10 AM  

  • Em qualquer outro país sério, este episódio teria sido a gota d'água e colocado o governo abaixo, principalmente porque é ele o financiador desses bandos de criminosos eufemisticamente chamados de "movimentos sociais" justamente pra camuflar seus objetivos subversivos.

    By Anonymous Saramar, at 2:20 PM  

  • Tutto gente boa!
    Nos anos 80, o ex-sargento Antonio Prestes de Paula, braço direito de Maranhão no PCBR, liderou assalto a um banco na Bahia, em nome da “revolução socialista na América Central”. Coisa fina, de primeira. Lulla é maláco!

    By Anonymous Gui, at 5:39 PM  

  • Custo da invasão da Câmara dos Deputados por cerca de 500 integrantes do MLST = R$ 82.790 (anotados na agnda do Maranhão).

    . alimentação (R$ 2,5 mil)
    . água (R$ 1,28 mil)
    . hospedagem (R$ 2 mil)
    . aluguel de carro (R$ 680)
    . ônibus (R$ 680)
    . faixas (R$ 400) e
    .“deslocamento ao local" (R$ 3,2 mil).

    Na agenda, a seguinte inscrição: “BSB/MLST, União financia”.

    E, ainda, o pastoso tem a coragem de dizer que nada sabia. MORRA, LULLA! De qualquer coisa, mas MORRA!

    By Anonymous Sueli Costa, at 6:28 PM  

  • Antes eu tinha pena do povo brasileiro. Mas agora eu tenho é nojo. Estão fazendo tudo exatamente como quer o "prisidenti" Lulla. Bastou 1/8 de tudo que aconteceu até agora no 10 governo Lulla, para derrubarem o Collor. Enquanto isso, a cada escândalo que surge no governo, os números de pesquisas aumentam para o apedeuta. E elle sabe e usa isso. A maior prova é que ele desafiou a oposição a usar as denúncias das CPIs. Cada vêz que se mexe nisso ou surge um novo escândalo elle sobe nas pesquisas. A invasão dos animais feita ao Congresso Nacional, vai dar mais números ao Mulla, como deu a desrespeitosa dança daquela bruxa no Congresso. O que o povo quer é bagunça. Lulla sabe disso e vai explorar. Pela bagunça, desrespeito às leis, vínculo com a marginalidade (vide São Paulo),desmoralização das entidades democratas e aos políticos em geral, associação aos comunistas-ditadores sul-Americanos e europeus, Lulla vai impor sua ditadura comunista ao Brasil com uma inovação: em comum com os banqueiros e com o patrocínio da Rede Globo e assemelhados. É só esperar prá ver.
    Antes da eleição elles produzirão outros escândalos, financeiros de preferência: ganham dinheiro e votos.

    By Blogger brasil, at 7:47 PM  

  • o povo brasileiro é burro mesmo,pode ser que daqui uns 200 anos aprenda a votar.isto é, se não transformarem esse pais numa ditadura ptistanazicomunista.

    By Anonymous Anônimo, at 1:05 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home