movimento ordem vigília contra corrupcao

domingo, junho 10, 2007

“EU VOU MATAR VOCÊ, SEU BOSTA!”

O dono de caça-níqueis Andrei Cunha, preso na Operação Xeque-Mate e que concordou com o benefício da delação premiada em depoimento à Polícia Federal, foi ameaçado de morte pelo empresário de jogo Nilton Cezar Servo, também preso. Na Folha deste domingo:

“Vou trucidar você e sua família. Vou liquidar vocês. Eu vou matar você, seu bosta. Você ameaçou minha mulher, meus filhos", afirma Servo em recado deixado no celular de Cunha no dia 1º de maio passado.

Cunha, no depoimento, disse que Servo pagava quantias de R$ 2.000 a R$ 3.000 a Genival Inácio da Silva, o Vavá. Após ter concordado em falar sobre a suposta participação de Servo na máfia dos caça-níqueis, Cunha foi solto. Servo permanece preso. A briga entre Cunha e Servo ocorreu devido à disputa pelo mercado de caça-níqueis. Cunha trabalhava com Servo, mas resolveu montar o seu próprio negócio.

Segundo a PF, após saber que João Catan -outro empresário de jogos- se aliou a Cunha, Servo discute com o filho um ataque a Roberto Gordo, que também atuava no ramo. Em companhia de Cunha, Gordo teria atirado contra a casa de um aliado de Servo, em abril. Assinante lê mais
aqui

A água está subindo
GRAVAÇÕES LIBERADAS PELA PF CHEGAM CADA VEZ MAIS PERTO DE LULA
Como se sabe, o Xeque Mate é o lance final do jogo de xadrez, quando o rei é atacado de morte. Neste caso, o rei seria Lula. As gravações que incriminam pessoas de baixo nível, mas ligadas a Lula, como já foram os casos dos delinqüentes políticos Jorge Lorenzetti e Freud Godoy, agora de homens como o irmão e o compadre do presidente.

UMA RALÉ CHEGADA NO CRIME

Lula é padrinho do filho de Dario Morelli Filho. Ele fazia a segurança de Lula na época em que o presidente era dirigente partidário. O servidor também chegou a fazer a segurança do ex-chefe da Casa Civil José Dirceu.

Nas gravações, Morelli chama o Lula de "titio". - "Quando começa a morrer juiz, todo mundo começa a ficar preocupado (...) mas alguns não têm que morrer mesmo?" - Ouça a gravação com a ameaça de morte feita por Dário (o sujeito da foto do blog), reportagem de ontem no JN -
aqui

“UM PEPINO FEIO”
Compadre de Lula pode ter sido avisado sobre grampos
Dario Morelli Filho, preso na Operação Xeque-Mate, na semana passada, pode ter sido informado antecipadamente por alguém de Brasília sobre o monitoramento dos envolvidos na máfia dos caça-níqueis feito pela Polícia Federal. Os grampos citados no inquérito revelam que Morelli alertou o suposto chefe da quadrilha, o ex-deputado estadual paranaense Nilton Cézar Servo, para que ele tomasse cuidado com os telefones e acrescentou que havia ocorrido "um pepino feio".
Portal do IG

DIZE-ME COM QUEM ANDAS...
Há algo estranho em Luiz Inácio da Silva.
O termo "tefal", usado para designar FH quando os escândalos pareciam não atingi-lo, é pouco para caracterizar a invulnerabilidade do Molusco. Ele deve ter nascido com um campo de força à sua volta, desses de ficção científica. Nada o atinge, por mais que esteja no centro da ação. Senão, como explicar que a cada novo escândalo em seu entorno imediato, sua popularidade se mantém inabalada ou até cresce? Bem, lulas e outros cefalópodes são naturalmente escorregadios e velozes, daí ser difícil grudar algo neles. Por Fritz Utzeri, jornalista – JB Online – Leia a matéria completa aqui

COMENTÁRIO DO BLOG

A cozinha de Lula reúne os mais hábeis vigaristas do mundo.
Todos os "pés de chinelos" amigos íntimos de Lula são empresários com que dinheiro?

Quem perder um segundo e observar a fisionomia destes comparsas da república assassina verá que estamos lidando com o crime organizado, cujo chefão é o presidente do Brasil.

Ora, as afinidades se encontram nos redutos mais íntimos da família Lula da Silva. O que querem mais os outros poderes, que matem juízes, policiais e promotores que querem limpar o país?

Na nossa precisa visão, diz estar passando da hora de tirar este bando de criminosos do poder. Esperar para ver a reação popular?

Os que sabem da trama toda têm a obrigação de entrar no estado de possessão guerreira e derrubar os portões da impunidade deste bando instalado em berço esplêndido, roubando, matando, destruindo um país que foi construindo às duras penas pelos brasileiros de fato.

Uma terrível infelicidade para nós brasileiros, eleitores de nossos deputados e senadores ver que tudo acabar em Nada. Nada a dizer, nada a fazer!

Não podemos contar com este povo ingênuo que não sabe votar. Todos nós somos responsáveis pelos menos esclarecidos, filhos e netos que irão nascer neste país, que hoje é governado por este bando de carrascos, broncos, execráveis ladrões, desclassificados e assassinos.

Entre os que advogam a favor deste governo corrupto, com certeza são responsáveis e estão atemorizando o povo em seus sonhos e visões cheios de ansiedade por uma vida melhor.

Não existe um fato sequer neste governo que nos encha de orgulho, e sim sentimentos de terror e desânimo. Mas, como bem disse Olavo de Carvalho: "De uma coisa o nosso país pode se orgulhar: de ser governado pelos mais hábeis vigaristas políticos do continente." Por Gabriela/Gaúcho (MOVCC)

QUEM PAGA "OS DEBATES" DO MST É VOCÊ

A pretexto de "debater" a reforma agrária, mais de 15 mil militantes do MST deve chegar a Brasília até o final deste domingo, 10. Eles vão acampar na área central da capital federal, a dois quilômetros do Palácio do Planalto, do Congresso Nacional e da Praça dos Três Poderes. Ficarão na cidade até o dia 15. O
site Contas Abertas informa que do início do governo Lula até abril de 2006, mais de R$ 22 milhões dos cofres públicos foram repassados ao MST.

Na opinião do blog Democratas, e também compartilhada pelo nosso MOVCC, qualquer movimento que respeite as leis, tem o direito de realizar "debates" em espaços públicos. Desde que o faça às próprias custas. Não é o caso do MST. Este encontro em Brasília é financiado com dinheiro público. E tem um só objetivo: fazer pressão em busca de mais verbas federais. A verdade é que o MST não quer "debater". O que o MST quer é o meu, o seu, o nosso dinheirinho. Blog Democratas.

A CASTA AUTORITÁRIA QUE DOMINOU A USP
Os invasores da reitoria da USP, há mais de um mês emporcalhando o campus e ferindo a lei, eles não são estudantes. Na verdade, o bando pertence ao PCO, o PSTU e o PSOL -, o Sindicato dos Trabalhadores da USP (Sintusp) e a central Conlutas. Foi uma usurpação de direitos, devidamente planejada e sustentada por este grupo de partidos xiita que, segundo a matéria, sonha com a chegada da tropa de choque.

É preciso fazer uma assepsia urgente nesta instituição. Professores maléficos que fazem parte da casta acadêmica autoritária e perigosa, como Marilena Chauí, Olgária Matos e outros intelectualóides também deveriam ser afastados e denunciados, por insuflarem revoluções idiotas e anestesiar os bobalhões com personalidade ainda em formação. Leiam matéria no
Estadão - Partidos de extrema esquerda controlam ocupação da reitoria.

AMORIM DIZ QUE CHÁVEZ NÃO É RISCO PARA A DEMOCRACIA
Globo
- Há risco de uma escalada autoritária na região?
Amorim
Não vou fazer julgamentos. O presidente Chávez é eleito com grande votação. Houve um referendo sobre as eleições e o povo o confirmou. Agora, os estilos, o que cada um faz, cabe ao povo do país julgar.
Globo - Mas a democracia na região corre risco?
Amorim
- Não vejo nenhum risco de autoritarismo ou de atitudes antidemocráticas na América do Sul. Agora, em casos específicos, cada um pode ter sua opinião. E o povo de cada país é que é o melhor juiz. O Globo.

Enquanto isto, na Venezuela...
¿POR QUÉ LULA DEFIENDE A CHÁVEZ?
Sites publicam sobre Lula:
“Para Lula não lhe importa as arbitrariedades perpetradas pelo Chávez contra o seu povo. Porque acima disto, estão os negócios onde o governo brasileiro se beneficia e muito.

Lula defende Chávez porque tem plena identificação com a vertente de Fidel Castro. Também quer impor o comunismo em seu país porque sempre guardou a esperança de ver triunfar na América, as guerrilhas entranhadas pelo líder cubano e financiadas pelo desaparecido sistema soviético.

Lula nunca abdicou do marxismo, do leninismo e sempre foi um lacaio ideológico do pérfido líder cubano.

Os verdadeiros democratas que não tenham ilusão sobre o barbudo brasileiro, porque ele nunca irá contrariar as decisões de seu companheiro. Sempre Lula e Chávez. Eles são partes da mesma lama vermelha de Castro, o comunista.

Os principais membros da área comunista na América, que agora querem impor-se pela via democrática - para depois liquidá-la - se congregam no Foro de São Paulo”.

Veja lá no site a relação e leia matéria completa
aqui- (em espanhol). Esta tradução é do Gaúcho.

A FORÇA MORAL DO JUDICIÁRIO
O que nos preocupa de fato é a abordagem dada à instituição do Judiciário e como a população em geral tem absorvido tais informações. Por Cláudio José Montesso.

Vivemos um momento particularmente preocupante na vida pública brasileira. A preocupação não é apenas com os escândalos que se apresentam quase todas as semanas ou com a descoberta de que figuras públicas, de quem se esperava um comportamento idôneo, estão envolvidas em graves desvios de conduta. Tudo isso nos causa indignação, revolta e constrangimento, mas, uma vez denunciados e devidamente processados e punidos, não nos deve mais causar preocupação.

O que nos preocupa de fato é a abordagem dada à instituição Poder Judiciário e como a população de modo geral tem absorvido essas informações. Não estamos nos referindo aos juízes, desembargadores e ministros denunciados, mas sim às irrefletidas referências a um Poder que é um dos esteios no qual se assenta o Estado democrático de Direito.

Ouviu-se todo o tempo que "a polícia prende e a Justiça solta". Trata-se de mais um daqueles equívocos que, repetidos à exaustão, se transformam em suposta verdade para quem, desconhecendo os meandros do Judiciário, quer acreditar que nada mais se salva nesse país, nem mesmo a Justiça. Nada mais falso. Se há prisões, é porque antes houve uma ordem judicial que a determinou. Se há determinação de que sejam soltos, é porque, diante do que diz a lei, não há mais motivo para que se mantenha a privação da liberdade.

É preciso lembrar que as prisões determinadas são temporárias e têm a finalidade apenas de assegurar o curso das investigações. Não há ainda condenação final que determine o encarceramento definitivo.

Até mesmo autoridades públicas, que devem conhecer os adequados procedimentos judiciais - note-se que estamos nos referindo a procedimentos básicos-, criticam decisões ainda que com base em supostos dados, sabidamente incorretos.

Nunca é demais lembrar que em passado não tão distante assim, de insegurança institucional generalizada e desrespeito à liberdade pessoal e de imprensa, sob um aparato estatal e político repressor, coube ao Poder Judiciário o resguardo da cidadania e da democracia.

Os juízes do trabalho, sempre comprometidos com a construção de um Judiciário forte e respeitado, não se furtaram de denunciar e protagonizar as lutas para o fim do nepotismo e para a fixação de um teto salarial moralizador no setor público. Porém, não podem concordar com a sanha quase irresponsável utilizada nas referências ao Judiciário brasileiro.

Em um país de sérios percalços institucionais, a sociedade precisa conhecer de maneira ampla e democrática os procedimentos judiciais para poder avaliar corretamente a Justiça e sua contribuição para o fortalecimento de uma sociedade mais justa, distributiva e, sobretudo, solidária.

A atuação firme e prudente do Poder Judiciário brasileiro não pode ser desqualificada de maneira irresponsável sob o pretexto de coibir excessos cometidos por alguns de seus integrantes, nem isso pode servir de justificativa para embaraçar o exercício das funções da magistratura. Ela mesma, ao mesmo tempo em que defende suas prerrogativas essenciais, por imprescindíveis à prestação jurisdicional e à cidadania, se empenha na consolidação do Judiciário, buscando o aperfeiçoamento das instituições.

Absolutamente consciente do seu papel no fortalecimento da democracia, a magistratura do trabalho permanecerá na defesa de um Judiciário verdadeiramente acessível, não verticalizado, transparente e ético, dotado de mecanismos ágeis e eficientes, capazes de democratizar o acesso à Justiça e garantir a integridade da prestação jurisdicional. Mas também zelará para que seja ele respeitado e reconhecido por suas qualidades, lembrando que são milhares de juízes em todo o país, mas muito poucos aqueles que denigrem a instituição.

Por isso mesmo, não pode aceitar que se confunda controle social com a desqualificação de um dos Poderes republicanos, cujo princípio fundamental é a garantia do Estado democrático de Direito. A capacitação técnica e a força moral do Poder Judiciário são o seu maior patrimônio, e somente por meio delas pode impor suas decisões. Dessa forma, os ataques que sofre, como instituição, fragilizam a sua atuação, a figura do juiz e, conseqüentemente, a própria democracia. –

Texto de Cláudio José Montesso publicado na FSP. Ele é juiz titular da 58ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro e professor licenciado de direito processual civil da Universidade Católica de Petrópolis (RJ), é presidente da Anamatra (Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho).

CURIOSIDADE:
Pesquisador diz que bisavó de Lênin foi queimada como bruxa pela Inquisição
Uma das bisavós do líder bolchevique Vladimir Lênin foi queimada na fogueira da Inquisição ao ser acusada de bruxaria,
revelou ontem um pesquisador alemão que também tem laços familiares com o fundador da União Soviética (URSS).

Por Gaúcho/Gabriela (MOVCC)

1 Comments:

  • Caros amigos!

    O blog da Ordem e Vigília é fera.
    Continuem na luta guerreiros.

    By Anonymous Caio, at 7:24 PM  

Postar um comentário

<< Home