movimento ordem vigília contra corrupcao

quarta-feira, janeiro 10, 2007

O RUBICÃO DE CHÁVEZ

Não cabe ao Brasil imiscuir-se em assuntos internos da Venezuela; distanciar-se de Chávez, porém, é um imperativo.

Hugo Chávez vai dissolvendo as poucas dúvidas que ainda restam acerca de seu pendor autoritário. Pôs-se agora em marcha batida para fazer da Venezuela a segunda ditadura das Américas - se o regime cubano sobreviver até lá.

A estatização dos setores de telefonia e eletricidade, anunciada com pompa como ato inaugural do terceiro mandato, não é o que mais preocupa na agenda "socialista" de Chávez. Usar fundos públicos para indenizar empresas privadas e submeter a prestação de serviços à costumeira ineficiência empresarial do Estado é apenas uma opção obsoleta.

Supõe-se, evidentemente, que o chavismo não lance mão do confisco de bens, o que seria um esbulho contra empresas venezuelanas e estrangeiras. Supõe-se, também, que não se valha do monopólio na telefonia para censurar a internet, como ocorre na China, no Irã e em Cuba.

Não é preciso saber que forma tomarão as estatizações, no entanto, para temer pelo futuro da democracia na Venezuela. Quando requer poderes para ditar "leis revolucionárias" por decreto, quando pleiteia a reeleição ilimitada e quando revoga por razão ideológica a concessão de um canal de TV (ameaçando fazer o mesmo com os outros grupos de oposição), Chávez atinge direitos civis e políticos fundamentais.

A Organização dos Estados Americanos é regida por uma cláusula democrática - outrora apenas retórica, mas que foi reafirmada em 2001 pelos países-membros. Assegurar as liberdades da democracia é condição para integrar a entidade. O secretário-geral da associação, o chileno Jose Insulza, zelava pela carta da OEA quando manifestou estranheza diante da não-renovação da licença de funcionamento da mais antiga rede de rádio e TV venezuelana.

Insulza foi tratado com impropérios por Chávez, que agora está em campanha pela substituição do secretário-geral. Na empreitada, o líder venezuelano fará pressão sobre o Mercosul para que o bloco embarque em sua investida contra Jose Insulza.

Surge nova oportunidade para o Brasil reformar a sua diplomacia em relação a Chávez. Não basta o Itamaraty moderar o venezuelano nos bastidores. Brasília deveria manifestar solidariedade ao dirigente da OEA, atacado com brutalidade por um chefe de Estado associado. Deveria, em nome da cláusula democrática que também vigora no Mercosul, transmitir a Chávez preocupação com os rumos de seu regime.

Hugo Chávez, é bom frisar, não foi consagrado pelas urnas nas eleições de dezembro. Quase 40% dos eleitores votaram contra estender seu mandato até 2013. A oposição não dispõe de uma quantidade proporcional de assentos no Congresso porque cometeu o erro de boicotar o pleito legislativo de 2005 - para não mencionar a sua desastrosa e injustificável opção pelo golpismo três anos antes.

Não cabe ao Brasil tomar atitude que configure ingerência em assuntos internos da Venezuela. Mas devemos manter distância diplomática de um governo vizinho prestes a cruzar o Rubicão rumo à ditadura. Opinião - FSP

RIO DE JANEIRO VIVE GUERRA NÃO DECLARADA, DIZ “NEW YORK TIMES”
O Rio de Janeiro vive uma guerra não declarada, afirma reportagem publicada nesta quarta-feira pelo jornal The New York Times, citando as 18.920 mortes pela violência entre o início de 2004 e outubro de 2006, segundo os dados oficiais.

O texto cita uma frase de Tom Jobim para dizer que “o Brasil não é para principiantes”. “(O país) não é o que parece. Há guerras e guerras. Esta pode parecer quase invisível”, diz o jornal.

“Mais de 18 mil mortes violentas em menos de três anos é bastante. Se fosse em Bagdá, as pessoas estariam falando sobre isso. Mas a atenção do mundo é algo caprichoso”, afirma o texto. BBC Brasil –
Leia mais

PRESSIONANDO O “HOMI” A TRABALHAR
GOVERNADORES QUEREM AÇÃO DE MILITARES

Os governadores dos Estados da região Sudeste – Rio, São Paulo, Minas e Espírito Santo – pediram nesta terça-feira que as Forças Armadas participem da repressão ao tráfico de armas nas fronteiras do Brasil. Eles querem ainda que o governo federal aumente o número de agentes das Polícias Federal e Rodoviária, e criticaram a União pela redução dos recursos previstos no Orçamento de 2007 para o setor da segurança pública. Veja –
Leia mais

SUDAM NEM BEM FOI CRIADA AINDA E JÁ É ALVO DO COMPADRIO DE LULA
A nova Superintendência de Desenvolvimento da Amazônia (Sudam) não foi ainda criada nem há notícias de quando será instalada, mas três políticos já se estapeiam pela partilha dos cargos da autarquia. São eles: José Sarney (PMDB-AP), o Jader Barbalho (PMDB-PA) e Jorge Viana (PT). É o compadrio faminto e esganado do Lula mostrando os dentes para reeditar a experiência trágica do passado, onde esta entidade serviu para desviar dinheiro público num montante de R$ 1,73 bilhão. O Estado.
Leia mais

CONFLITO NO MST GERA “BANDOS AUTÔNOMOS”
Agora, além do bando de Bruno Maranhão, há o bando de Rainha


A divisão de verbas do Governo Federal, que cria a cada dia bolsões de “novos ricos” no MST (como o movimento não tem personalidade jurídica, o dinheiro é distribuído sem recibo e o Imposto de Renda não tem como rastreá-lo, pois as organizações de fachada são fantasmas) está estimulando a formação de “bandos” que promovem invasões autônomas e garantem rendas próprias.

O processo de formação de “bandos autônomos” no MST, observado objetivamente quando o “bando” do milionário pernambucano Bruno Maranhão (que mantém filhos morando nos Estados Unidos e viaja freqüentemente com a mulher para visitá-los em Miami) invadiu a Câmara. Bruno recebia fortunas do Incra através de institutos de fachada para “formar mão de obra”...

Ontem, novo “bando autônomo” promoveu invasões em São Paulo, liderado pelo dissidente Rainha (um mineiro recrutado por Frei Beto numa Comunidade Eclesial de Base em Mariana, Minas Gerais), que até pouco tempo participava da cúpula do MST e agora tem sua própria “caixinha”. Em comum, os bandos mantêm apenas a solidariedade integral ao PT. Política&Verdade

JUSTIÇA MANDA DESBLOQUEAR YOU TUBE
Em novo ofício, desembargador esclarece que veto se refere só à divulgação das imagens de Cicarelli e do namorado. Em protesto ao bloqueio, internautas enviaram mais de 50 mil mensagens ao site da MTV, onde a modelo apresenta um programa.
Repercussão
A medida foi destaque em sites internacionais como do "The New York Times" e da rede "CNN". O bloqueio foi comentado até mesmo pela organização mundial Repórteres Sem Fronteiras. Em comunicado, a Ong afirma que a condenação foi "desproporcional" e pediu o livre acesso ao site. Assinante da FSP
Leia mais

Por
Gaúcho/Gabriela (Movimento Ordem e Vigília Contra a Corrupção)

3 Comments:

  • Um abençoa o outro! Se sentem deuses! Será esquizofrenia?

    Uns sem vergonhas preguiçosos para o trabalho, abertos as imoralidades e carentes de escrúpulos, quase sempre principiam a vida sendo um qualquer, um vulgar, até que um belo dia descobrem, com muita satisfação, que as imoralidades podem ser enconbertas sob a capa protetora de "atos de reivindicação social". Esta ai na Foto do Blog. Olhem!!

    Tornam-se aos berros o mais eloquentes com seu dedos em riste, acusando todos daquilo que eles o são. Ladrões natos!

    Então o roubo, o crime, a delação, a chantagem e quantos delitos possam ser praticados, tomam nomes eufônicos, com a condição que estes crimes sejam cometidos em nome de tal teoria ideológica. E, leve sempre a tal carteirinha no bolso de tal ou qual organização, homo-sindicatus dos vagabundos, que vc estará resguardado.

    Esta gente precisa satisfazer os seus prazeres mais primários, não tarda impor-se onde quer que encontre gente pacífica. Para eles o tempo que permanecerem no poder é tão somente para dar vazão aos impulsos primários, e satisfazer os rancores e conseguir suas apetências materiais sem risco algum da Justiça Social e Jurídica.

    By Anonymous Gabriela, at 1:59 PM  

  • Gabriela,

    O estúpido Chico de Havana compôs um tempo atrás:
    Oh, musa do meu fado
    Oh, minha mãe gentil
    Te deixo consternado
    No primeiro abril
    Mas não sê tão ingrata
    Não esquece quem te amou
    E em tua densa mata
    Se perdeu e se encontrou
    Ai, esta terra ainda vai cumprir seu ideal
    Ainda vai tornar-se um imenso Portugal

    "Sabe, no fundo eu sou um sentimental
    Todos nós herdamos no sangue lusitano uma boa dose de lirismo...(além da
    sífilis, é claro)*
    Mesmo quando as minhas mãos estão ocupadas em torturar, esganar, trucidar
    Meu coração fecha os olhos e sinceramente chora..."


    Achava o estúpido que a Revolução dos Cravos iria Comunistizar Portugal. O tempo passou e Portugal, guardadas as devidas proporções, está muito à frente do nosso Braçil çil çil.

    Isso aqui (o Braçil) ainda vai se tornar uma imensa Venezuela.

    Se nós deixarmos, é claro, ora pois pois.

    SDS

    E aqui também o blogspot me considera Anônimo. Fazer o que né?

    http://blogandofrancamente.blogspot.com

    By Anonymous Anônimo, at 7:12 PM  

  • Se tivéssemos um congresso digno e se o tribunal de contas não foss eoutro lacaio do lulo-petismo, essa farsa do MST já teria levado esses criminosos para a prisão.
    Como é possível que uma entidade sem personalidade jurídica receba dinheiro público é algo que só neste trist epís pode acontecer.
    O Estado financia o crime contra aqueles que mantêm o próprio Estado.
    Não é surreal? Eu e você e todos pagando para sermos roubados, invadidos, violentados e perdermos o patrimônio pessoal.
    É de enlouquecer.

    By Blogger Saramar, at 8:49 PM  

Postar um comentário

<< Home