movimento ordem vigília contra corrupcao

domingo, novembro 19, 2006

AS TREVAS DA IGNORÂNCIA NÃO DEVERIAM SIGNIFICAR A EXPRESSÃO MÁXIMA DESTE PAÍS!


A aristocracia da inteligência não pode confundir-se com o cativeiro das almas, porque o crime organizado não pode representar a "curul" administrativa.


Cansados estamos de ouvir a história do ex-pobre que chegou à presidência da república. Virou o Xodó Nacional, porque foi pobre um dia e explorou sua história aos quatro ventos.

Infelizmente, ninguém ousou o "impeachment" contra sua Majestade do reino da corrupção e do pouco preparo para ocupar o maior cargo desde país. Por Gabriela/Gaúcho

*


QUEM FAZ AS REGRAS LEVA VANTAGEM. HORA DE MUDAR

O que assistimos com a reeleição do Lula foi uma “superação” dos valores intelectuais e morais das classes subalternas que aceitaram a corrupção e o roubo da coisa pública como fatos normais.

E, uma neutralização do aparelho de Estado, em especial das Forças Armadas, no sentido de impedir os esclarecimentos dos crimes cometidos, tudo favorecido por elementos comunistas delinqüentes infiltrados na polícia e no poder judiciário, além do PT contar com os seus parceiros estratégicos de tomada do poder pela via pacifica, o PC do B, o PSB, e o PSDB de FHC.
Precisamos mudar esta guerra de posição para uma guerra de movimento. Não podemos deixar que eles façam as regras, pois quem faz as regras leva vantagem. E, há muitos anos os comunistas numa tática gramscista vêm lentos e disfarçadamente tomando o poder no Brasil e na América Latina.
Chegou o momento das forças liberais e conservadoras agirem numa luta contra essa dupla que finge ser inimiga e avança unida num rodízio que ocupa um governo com cada vez mais poder. Por Francisco A. (MOVCC)


*


RECEITA PARA CRIAR O COMUNISMO

Ingredientes:


- Drogas- Preguiça- Intolerância- Messianismo
Procedimento:
1 - Use drogas para escapar da realidade e criar coragem para cometer atos bárbaros;
2 - Externe e incremente todo seu ódio e intolerância declarando guerra contra tudo o que você inveja: beleza, saúde, riqueza e higiene - dê a isto o nome de "causa comunista";
3 - Escolha um líder ou se autoproclame "o messias" para dar início a uma "guerra santa", convocando drogados, vagabundos e doentes mentais para serem seus seguidores, aplicando-lhes uma educação impregnada de delírios e fanatismo;
4 - Dê ao exército o nome de "povo" ou "classe trabalhadora" e manipule-o para aterrorizar qualquer um que se oponha a seus assaltos e à "causa comunista" - a quem se opuser a ela, dê o nome de "burguês”;
5 - Crie uma corte parasita junto ao "messias" e use o seu exército para sustentá-la e para defendê-la com a vida;
6 - Abuse de propagandas mentirosas que transformem o mal em bem, a realidade em ficção, para neutralizar as pessoas mais atentas e inteligentes e instigar o "povo";
7 - Obtido o controle, mantenha-o com o uso da força, ameaçando, censurando, mentindo e assassinando insurgentes. Ass.: Jules (MOVCC)
Casos análogos:

Malucos no Nordeste


Charles Manson




*


O QUE PRETENDE O COMUNISMO?
Ora, a igualdade, como o comunismo a entende não se estabelece. Impõe-se. Ela contraria a natureza humana e como tudo o que se opõe à natureza do homem, é perigosa, nociva e mortal.

Uma sociedade comunista é contra-natura na medida em que a diferença faz parte da essência do homem.

O comunismo, por si só, gera as maiores atrocidades ao pretender construir uma sociedade que não existe, uma Utopia. É que as Utopias só se formam à força, pois basta uma voz discordante para deitar tudo a perder.

Querer contrariar isto, só através da violência; a violência das armas e do medo. De um medo que obrigue os indivíduos a aceitar leis que desvirtuem a diferença inata em cada ser humano.

Desta forma o comunismo (à semelhança do fascismo e do nazismo), é das mais nocivas e mortais ameaças à vida e liberdade do homem. Com uma particularidade: Ele esconde-se sob o véu da bondade e apresenta-se como a solução de todos os males. Porque o resultado é o que se sabe, é necessário estar sempre alerta para com os homens de boa vontade.




“TUBO CORTADO”
“As vítimas do processo permanecem amplamente inconscientes porque lhes falta não só o conhecimento da estratégia em questão, mas o mínimo de intuição histórico-sociológica para aprender as constantes num fluxo de acontecimentos que acaba lhes parecendo totalmente fortuito.

O controle mental exercido pela elite esquerdista sobre seus adversários potenciais chega ao sadismo de explorar o seu temor do ridículo, com a mera alusão depreciativa a ‘teorias da conspiração’, dissuadir qualquer veleidade de aprender alguma intenção lógica por baixo do caos aparente dos fatos”. Por Olavo de Carvalho (publicação de 2004) – Material completo


*

A LUTA CONTRA O COMUNISMO

Em um sentido mais geral, o comunismo se alimenta das frustrações individuais e sociais de toda ordem: econômicas, políticas, profissionais, artísticas, religiosas e, inclusive, sexuais.
O fato é que a miséria e a fome constituem apenas uma das muitas condicionantes do progresso do comunismo. Mas não a miséria como tal, e sim a frustração econômica, o fracasso de expectativas, o desajuste entre a aspiração e o logro.
Dessa forma, é correto dizer que o partido comunista – uma organização ferreamente centralizada e disciplinada composta por revolucionários profissionais - não é, evidentemente, um produto da miséria, da fome ou das condições de vida.
Dadas essas premissas, a luta contra o comunismo se apresenta, claramente, como já foi dito, como de caráter político-ideológico. É evidente que essa luta não pode ser improvisada e nem pode depender de instituições esporádicas.
Deverá ser uma luta planificada e fundamentada, pois é um fato inquestionável que o perigo comunista não fica automaticamente descartado porque o partido ou partidos comunistas estejam fora da lei ou debilitados em suas expressões externas, uma vez que o comunismo utiliza necessariamente suas técnicas pacíficas de infiltração para penetrar, influir e utilizar partidos políticos, organizações sociais, religiosas e de trabalhadores e, inclusive, mesmo, as Forças Armadas.
A luta do comunismo pelo Poder é planejada em etapas calculadas e de longo prazo. É uma guerra prolongada que terá êxito na medida em que seus adversários desconheçam seus objetivos, estratégia, táticas e métodos de luta e na medida em que estejam despreparados política e ideologicamente e indiferentes ao perigo sempre latente, na ilusão suicida de que algumas medidas de arbítrio poderão, quando se tornar necessário, substituir as diversas formas de luta político-ideológica. Por Carlos I.S. Azambuja – publicação de 2004. Material completo


*


O LIVRO NEGRO DO COMUNISMO E O REGIME MILITAR
"Le livre noir du communisme", escrito em 1997, por seis historiadores europeus, é uma espécie de enciclopédia da violência do comunismo. O chamado "socialismo real" foi uma tragédia de dimensões planetárias, superior em abrangência e intensidade ao nazismo e ao fascismo.

De acordo com "Le livre noir du communisme" o comunismo superou todos esses casos e foi sem dúvida o experimento mais sangrento de toda a história humana.

O comunismo produziu quase 100 milhões de vítimas, em vários continentes, raças e culturas, indicando que a violência comunista não foi mera aberração da psique eslava, mas, sim, algo diabolicamente inerente à engenharia social marxista, que, querendo reformar o homem pela força, transforma os dissidentes primeiro em inimigos e, depois, em vítimas.

Os números do comunismo estão assim classificados por ordem de grandeza: China (65 milhões de mortos); União Soviética (20 milhões); Coréia do Norte (2 milhões); Camboja (2 milhões); África (1,7 milhão, distribuído entre Etiópia, Angola e Moçambique); Afeganistão (1,5 milhão); Vietnã (1 milhão); Leste Europeu (1 milhão); América Latina (150 mil entre Cuba, Nicarágua e Peru); movimento comunista internacional e partidos comunistas no poder (10 mil).

O comunismo fabricou três dos maiores carniceiros da espécie humana - Lênin, Stálin e Mao Tse-tung.

Por mais lamentáveis que fossem as violências e torturas denunciadas no Brasil, no período da ditadura militar, tornam-se insignificantes perto das brutalidades do comunismo cubano, minudenciadas no "Livre noir".

Os males causados pela ditadura militar brasileira perdem de longe para os males causados pelo “socialismo real” cubano. Leia mais

*


SOB O COMANDO DE HUGO CHÁVEZ
No primeiro ano de seu mandado, Lula da Silva aparecia como líder triunfal de esquerda não só do Brasil, como da AL. Além disso, ele se colocava para o mundo como um fenômeno capaz de impressionar os Estados Unidos e a Europa.

Em parte essa imagem foi ardilosamente construída pela propaganda, em parte pela ambição de poder do PT que se reveste da característica paranóica tão bem analisada por Elias Canetti. O autor mostra, entre outras coisas, em sua obra-prima “Massa e Poder”, que o paranóico trata sempre de defender e assegurar para si uma posição exaltada, importante, e que o poderoso também possui esse sentimento.

Essa análise se encaixa bem nesse governo transparecendo, inclusive, nas constantes viagens internacionais nas quais do presidente da República. Ele partia cercado de grandes comitivas, sendo divulgados para uso interno, grandes pompas, honras, elogios e sucessos obtidos por nosso mais alto mandatário.

Com tal estratégia se pretendeu também manter a alma nacional otimista e imersa em ufanismo. Isso apesar da péssima política internacional do governo petista, mergulhada em visão ideológica terceiro-mundista e que trouxe conseqüências econômicas duvidosas ou desastradas como, só para citar um exemplo, o grande negócio da China que agora está provocando temores de empresários e demissões de trabalhadores.

Qualquer alusão a esta realidade é tida como preconceito ou conspiração contra o pobre operário, que vive como um emir simula governar o país e só aceita boas notícias. E aqui também aparece o traço paranóico do poder relativo às conspirações.

Como mostrou Canetti na obra citada: “As conspirações ou conjurações estão na ordem do dia para o paranóico. Ele se sente cercado. Seu inimigo principal jamais se contentará com atacá-lo sozinho. Sempre procurará atiçar sobre ele uma malta odiosa, soltando-a no momento exato”.
De certo modo isso também explica porque José Dirceu sempre fala em conspirações da oposição – que de fato não existe – e na necessidade de reagir a ela jogando na rua os movimentos sociais para defender o injustiçado presidente da República. Por movimentos sociais referidos por José Dirceu entenda-se o MST, a CUT e a UNE, todos devidamente pagos pelo governo do PT segundo se tem mostrado na imprensa.

Sobre esse aspecto de xenofobia antiamericanista, Chávez é um sucesso e já proclamou: “Nosso destino é o mercado comum do Sul e isso é anti-Alca”. Essa fala demagógica extasia seus deslumbrados seguidores e admiradores como os integrantes das Farc, do MST, notadamente seu líder João Pedro Stédile, e governadores como Roberto Requião, do Paraná, que como homem de esquerda adora também as delícias de Paris.
Enfim, o presidente venezuelano lidera espetacularmente o atraso latino-americano que inclui o isolamento da região e caminha na contra-mão da globalização tida como um dos males mundiais.

Tratando de armar-se até os dentes e com sonhos atômicos povoando sua mente também paranóica no sentido do poder, Chávez, o caudilho venezuelano já dominou os Poderes Legislativo e Judiciário, portanto, governa impávido o país a partir apenas do Executivo.

Diga-se de passagem, que tal modelo também norteia o governo Lula da Silva, mas ainda não foi alcançado em plenitude apesar da politização do STF.

Enquanto a economia brasileira dá sinais de retrocesso e o país se encontra mergulhado em corrupção jamais vista, a propaganda tentará fazer crer que Lula da Silva é o grande líder de esquerda da América Latina, quiçá do mundo. E muita gente ainda acreditará nisso. Por Maria Lucia Victor Barbosa - Socióloga

*


SONHOS ATÔMICOS: CHAVEZ QUER MISSÉIS BRASILEIROS (16/11/2006)
La simpatía política se traduce en negocios concretos

Lo adelantó Ubirajara D'Ambrósio, director comercial de la estatal Industria de Material Bélico de Brasil: el gobierno de Hugo Chávez está por concretar la compra de misiles aire-tierra modelo Sbat 70, construidos por esa fábrica del país vecino, cuya sede está en Sao Paulo.
D´Ambrosio, entrevistado por el diario Valor , aseguró que la demanda por material bélico brasileño desde países vecinos aumentó mucho a partir de 2005, y que el pedido venezolano forma parte del fenómeno.

Si bien no dio mayores detalles sobre el monto de la compra venezolana de misiles, el vocero aseguró que actualmente tienen negocios apalabrados con Bolivia y participan de una licitación en Uruguay. Descifrado



Por Gaúcho/Gabriela (Movimento Ordem e Vigília Contra a Corrupção)

1 Comments:

  • É assustador!
    Os próximos carniceiros da humanidade já os conhecemos.
    Este maldito Lula da Silva, nasceu para tirar a paz dos homens de bem.

    O comunismo fabricou três dos maiores carniceiros da espécie humana - Lênin, Stálin e Mao Tse-tung.( texto do BLOG)

    By Anonymous Gabriela, at 3:37 PM  

Postar um comentário

<< Home