movimento ordem vigília contra corrupcao

sexta-feira, julho 28, 2006

AGORA, É OFICIAL: A RAPOSA IRÁ TOMAR CONTA DO GALINHEIRO

MERCOSUL vai monitorar eleições no Brasil.




O Observatório Democrático e de Direitos Humanos, um órgão do Mercosul, vai monitorar as eleições presidenciais no Brasil, em outubro, e na Venezuela, em dezembro.

A informação foi dada nesta sexta-feira pelo presidente da Comissão de Representantes do Mercosul, Carlos Chacho Alvarez, em Buenos Aires.Alvarez disse que o acompanhamento da eleição no Brasil deverá ser a primeira tarefa do Observatório e representa um passo a mais na já existente cláusula democrática do Mercosul, assinada há oito anos.

Cada um dos cinco países-membros do Mercosul indicará um integrante do órgão, que pretende ser uma espécie de "vigia interno" da obediência às regras democráticas.

CHÁVEZ

"Podemos, inclusive, sugerir algumas regras para melhorar a qualidade democrática nos países do Mercosul", disse, sem entrar em detalhes.Segundo Alvarez, o presidente Chávez foi "o mais interessado" na implementação do mecanismo.

A iniciativa foi aprovada pelo Conselho do Mercado Comum (presidentes do bloco) reunido, na semana passada, na cidade Argentina de Córdoba."Olhem o que aconteceu no México.

Com o Observatório do Mercosul poderemos estar presentes e verificar a transparência das eleições", afirmou Alvarez, referindo-se às acusações de fraude na apertada eleição presidencial mexicana.

Segundo ele, a experiência de acompanhar uma eleição no bloco já foi realizada "de forma simbólica" na Bolívia, membro-associado do bloco."Foi um gesto simbólico porque não tínhamos ferramentas técnicas, mas estivemos presentes como Mercosul, acompanhando a eleição e os resultados", disse. "Queremos mostrar a nós mesmos e ao mundo que somos um bloco com países e regras democráticas".
APOIO
Na entrevista aos correspondentes estrangeiros em Buenos Aires, ele declarou seu apoio à reeleição do presidente Lula."Acho que a continuidade do presidente Lula é muito importante para a região. Iniciamos vários projetos juntos e será a forma de avançá-los e mantê-los", disse.
Alvarez viajará a Brasília daqui a duas semanas para discutir com integrantes brasileiros as prioridades para a presidência temporária do Brasil no Mercosul, que vai deste mês de julho a dezembro.
Entre os temas na agenda da presidência brasileira estão a tentativa de amenizar as queixas dos dois sócios menores do bloco, Paraguai e Uruguai, e a criação de um organismo de integração energética envolvendo os cinco países do bloco. Márcia Carmo - Buenos Aires - Fonte: BBC Brasil
MAIS INFORMAÇÕES

Internacional Mercosul inicia hoje a 30ª- cúpula (Data: 20/07/2006)

"Queremos criar um observatório democrático e de direitos humanos no Mercosul. Falei sobre isso com alguns presidentes e eles estariam de acordo com esse projeto", disse o presidente da Comissão de Representantes Permanentes do Mercosul, Carlos "Chacho" Alvarez.
"Certamente haverá setores muito interessados, por interesse ou incompreensão, em desqualificar alguns dos processos que estão se desenrolando na região, como no caso da Venezuela e da Bolívia, e devemos estar atentos e ter nossos próprios instrumentos de defesa da democracia."


Material completo publicado pela Gazeta

http://www.mre.gov.br/portugues/noticiario/nacional/selecao_detalhe.asp?ID_RESENHA=245522
Página do Observatório Democrático e de Direitos Humanos do Mercosul:

http://www.observatorio-mercosur.org.uy/portal/index.php
Encontrei este material: Boletim da Secretaria de Relações Internacionais do Partido dos Trabalhadores (12 de dezembro de 2005 – Ano V – no96)

Discurso do Presidente Lula na Reunião de Cúpula do Mercosul
Montevidéu, Uruguai, 09 de dezembro de 2005
“Minha primeira palavra é de reconhecimento pelo excelente trabalho desenvolvido pela Presidência Pro-Tempore uruguaia, neste semestre. Estivemos sob a decidida coordenação do presidente Tabaré Vásquez, que hoje nos acolhe calorosamente em Montevidéu.

Não posso deixar de registrar o trabalho da Secretaria do Mercosul, sob a condução do diretor Reginaldo Arcuri, que se empenhou no processo de transformação da Secretaria Administrativa em Secretaria Técnica. Despedimo-nos do companheiro Arcuri com um abraço fraterno, confiantes em que o próximo diretor saberá dar seguimento ao excelente trabalho realizado.

Nossos agradecimentos estendem-se ao presidente da Comissão de Representantes Permanentes do Mercosul, Eduardo Duhalde. Desde que assumiu o cargo, em 2004, sua incessante atuação como facilitador de consensos e divulgador do nosso processo de integração contribuiu para dar ao Mercosul uma face visível e respeitada por todos.

Dou as boas-vindas ao seu sucessor, o ex-vice-presidente da Argentina, Carlos Álvarez, conhecido por todos nós como companheiro Chacho, grande conhecer e entusiasta da integração sul-americana.
Quem tiver paciência de procurar mais informações da página internacional do PT, certamente irá encontrar:

http://www.pt.org.br/site/secretarias_def/secretarias_int_box.asp?cod=739&cat=9&cod_sis=9
Comentário:

Não sou nenhum “expert” no assunto. Mas vou dar minha colherada nesta história. Sinceramente, meu desconforto não podia ser pior. O Chávez, no meio desta história falando em sugerir regras para o aperfeiçoamento da democracia é de matar. Repetindo a frase do Chávez:... "Acho que a continuidade do presidente Lula é muito importante para a região. Iniciamos vários projetos juntos e será a forma de avançá-los e mantê-los". Será esta a função do tal monitoramento? Garantir que se cumpra a vontade do caudilho-xenófobo?

Outra coisa: Esse “cumpanhero” Chacho é outro xenófobo esquerdopata que faz coro com Chávez na promoção do atraso latino-americano que inclui o isolamento da região. Fica claro em seus discursos que Chacho apóia também os sonhos atômicos que povoam a mente paranóica do Chávez.


Isto sim, é que é deixar o galinheiro na supervisão da raposa. Um ditador que ganhou uma eleição na qual mais de 75% dos eleitores não votou, e que pretende permanecer no cargo até 2030, falando de monitorar as eleições no Brasil?


Com esta notícia começo a acreditar que o nosso problema está além de reverter o favoritismo de Lulla nas pesquisas de opinião. Por,
Gaúcho/Gabriela (Movimento da Ordem e Vigília Contra a Corrupção)


3 Comments:

  • .
    Fica cada vez mais clara as combinações e os planos traçados no famigerado - mas ignorado - Foro de São Paulo. URSAL - União das Repúblicas Socialistas da América Latina. Será que o chuchu vai nos salvar? Creio que não, mas sua vitória tem se tornado um imperativo na defesa do Estado de direito e da democracia.
    abs

    By Blogger Blog do Daniel Ravena, at 11:29 PM  

  • Chávez tem ímpetos conquistadores e sua obsessão é de cunho paranóico. Ele intenciona minar o poderio norte-americano com a ajuda dos vizinhos. E que garantir que o adestrado e submisso companheiro permaneça no poder como garantia de continuidade às suas obcenidades.

    By Anonymous GUI, at 9:05 AM  

  • Parece que o povo não percebe que estamos nos encaminhando para a instauração de uma ditadura generalizada na America do Sul. Será que alguem esta consciente disso?

    By Anonymous Sérpico, at 7:08 PM  

Postar um comentário

<< Home