movimento ordem vigília contra corrupcao

sexta-feira, dezembro 22, 2006

MAIS UMA PÉROLA: "NÃO É POSSÍVEL GOVERNAR ESTE PAÍS APENAS COM A RACIONALIDADE DO CÉREBRO”

"Se não fossem os dicionários, eu, na verdade, não utilizaria nunca mais a palavra ´governar´. Eu utilizaria a palavra ´cuidar´, porque o povo brasileiro precisa de muito cuidado e de muito carinho" - Lula, durante confraternização de fim de ano dos funcionários do Palácio do Planalto.
*

“Cérebro é uma coisa maravilhosa. Todos deveriam ter um.” (Oscar Wilde)
Principalmente, o mandatário do País!

MÍNIMO DE R$ 380 FOI “ACERTO PÓS-ELEITORAL”
A decisão política Lula da Silva de elevar o salário mínimo de R$ 350 para R$ 380 foi um "acerto de contas" pós-eleitoral com as centrais sindicais, cuidadosamente negociado ao longo das últimas três semanas. Não surpreendeu a equipe econômica nem colocou o ministro da Fazenda, Guido Mantega, em confronto com o Lula.

A Folha apurou que a área econômica já trabalhava com esse valor e havia uma orientação do governo para que a notícia do reajuste fosse apresentada como uma "vitória das centrais sindicais".

O anúncio foi uma estratégia de marketing bem articulada num momento em que os poderes Legislativo e Judiciário se desgastam por almejar aumentos que se equiparariam ou superariam o teto de R$ 24,5 mil, referente aos vencimentos dos ministros do Supremo Tribunal Federal.

No último dia 6, quando as centrais organizaram um ato de protesto em Brasília e reivindicaram um mínimo de R$ 420, dirigentes sindicais receberam garantias, em reuniões fechadas com emissários do governo, de que o reajuste seria superior a R$ 375.

O presidente da Comissão Mista de Orçamento, deputado Gilmar Machado (PT-MG), foi um dos que deu essa garantia às centrais. "As centrais sabiam que havia margem para o reajuste ser um pouco maior (acima de R$ 375)", disse o petista ontem à Folha. "Já estávamos preparados para isso (os R$ 380), tanto que a comissão encontrou alternativas rapidamente", acrescentou Machado.

Ainda que o valor já fosse considerado pela equipe econômica, há necessidade de ajustes para cobrir o rombo da benevolência de Lula - um impacto R$ 850 milhões com o salto do mínimo de R$ 375 (previsão inicial) para R$ 380 e de R$ 210 milhões com a correção da tabela do IR em 4,5%.

Na reunião que o presidente bateu o martelo sobre o valor do mínimo com ministros, houve ponderações da área técnica, mas não bate-boca, relataram interlocutores do presidente à Folha. Por Malu Delgado – FSP

ENCERRANDO OS TRABALHOS DAQUELE JEITÃO
CÂMARA LIVRA SANGUESSUGAS NO ÚLTIMO DIA DA LEGISLATURA
No último dia de funcionamento do Congresso nesta legislatura, o Conselho de Ética da Câmara encerrou seu trabalho no escândalo das sanguessugas com decisões que, na prática, não resultam em punição a nenhum deputado. Leia mais

A ÁGUA ESTÁ BATENDO LÁ!.
CASA DE EX-GOVERNADOR DE SÃO PAULO É ROUBADA

Ontem, última quinta-feira, por volta das 16h, três ladrões invadiram a casa do ex-governador do estado de São Paulo, Paulo Egydio Martins (PSDB). A casa fica no Bairro Morumbi, Zona Sul da capital. Os ladrões pularam o muro e prenderam dentro de um carro um funcionário que estava no quintal. Um dos criminosos o observava enquanto os outros dois entravam na residência. Eles dominaram a esposa do ex-governador e outros cinco empregados.
Leia mais

GUSHIKEN É MANTIDO REFÉM EM ASSALTO A CHÁCARA
A chácara do Luiz Gushiken, localizada em Indaiatuba, interior de São Paulo, foi assaltada na noite da última quarta-feira por quatro homens armados. Gushiken e a família foram mantidos reféns. Segundo o jornal Folha de S.Paulo, os assaltantes amarraram Gushiken, sua mulher e seus dois filhos após estes dois terem sido rendidos ao entrarem na propriedade.
Leia mais

FESTA “SÓBRIA E MODESTA”, DE 1 MILHÃO DE REAIS
A cerimônia de posse do Lula da Silva, em 1° de janeiro, não terá governantes estrangeiros e vai custar cerca de R$ 1 milhão, segundo informou ontem o assessor especial da Presidência da República Cezar Alvarez. Do custo total de R$ 1 milhão, R$ 250 mil serão usados para o aluguel das grades que irão proteger o presidente durante o seu trajeto e R$ 70 mil para o aluguel do palco montado para shows, na Praça dos Três Poderes. Não haverá queima de fogos. O contingente da segurança não foi informado.
Leia mais

Por
Gaúcho/Gabriela (Movimento Ordem e Vigília Contra a Corrupção)

1 Comments:

  • Onde será que fica a "racionalidade" do Lula? Será na medula espinhal?

    By Anonymous Gabriela, at 9:08 PM  

Postar um comentário

<< Home