movimento ordem vigília contra corrupcao

sexta-feira, outubro 20, 2006

TRAPAÇA DA GROSSA


Lembram-se da auto-suficiência em petróleo, cantada em prosa e verso por aquele que nunca sabe o que importa, mas que decora números e estatísticas melhor do que alguns experientes atores de teatro? Lembram-se da propaganda maciça e inclemente da Petrobrás, no início do ano (eleitoral!), nos mostrando como ela é eficiente? Lembram-se da fotografia da famosa mão tetra-digital ensopada de ouro negro? Lembram-se da farra publicitária, para mostrar aos súditos de Sua Majestade o quanto deveríamos ser-lhe gratos por tamanha benção? (Aliás, esse pessoal das estatais adora falar de uma tal “governança corporativa”, mas do que eles gostam mesmo é de uma boa “gastança corporativa”).

Pois bem, nobre amigo, era tudo cascata. Mentira da grossa. Duvida?
Pois então vá ao site da ANP
(http://www.anp.gov.br/petro/importacao_dados.asp)
e confirme você mesmo. Veja lá que importamos US$ 6,353 bilhões em petróleo cru e exportamos US$ 4,131 bilhões, no período de janeiro a agosto deste ano. Isto corresponde a um déficit nominal de US$ 2,222 bilhões até agosto. Em valores físicos, importou-se 91,24 milhões de barris e exportou-se 78,73 milhões, perfazendo um déficit total de 12,5 milhões de barris.


Aliás, eu gostaria muito que alguém desse uma explicação para uma questão que deixou-me, por assim dizer, embasbacado. A nossa gloriosa Petrossauro (Ave! Mestre Roberto Campos) importou petróleo cru a um preço médio de US$ 69,06 por barril (FOB) e vendeu ao exterior o nosso valiosíssimo “produto estratégico”, retirado de nossas reservas nacionais “estratégicas”, por um preço médio aproximado de US$ 52,46 (veja tabela abaixo).

Tudo bem, tudo bem, eu sei que há diferentes qualidades de petróleo, mas uma diferença média de US$ 17 por barril? Que diabos de petróleo é esse que temos aqui, que vale perto de 20% menos que os outros? por João Luiz Mauad – Mídia Sem Máscara

*

CAMPANHA PETISTA REÚNE SÓ 200 PESSOAS EM MARCHA EM SP E CULPA MAU TEMPO

A chuva. Essa foi a justificativa utilizada pelos movimentos sociais para o fracasso do anunciado "grande ato pró-Lula" realizado na manhã de ontem nas principais capitais do país.

Na principal delas, por exemplo, os movimentos conseguiram reunir no centro de São Paulo 200 pessoas -número dos próprios organizadores-, ou menos de um décimo do esperado: entre 6.000 e 7.000 ativistas.

"Para nós, cumpriu objetivamente o que a gente queria: panfletear a rua, entregar a carta para a população", minimizou o sindicalista e coordenador de mobilização da campanha de Lula, João Felício, que em seguida recuou. "Vamos rediscutir São Paulo porque tivemos um problema terrível com a chuva, [vamos ver] se é possível fazer mais uma vez.”

Irritado com a pergunta da reportagem, se o público foi abaixo do esperado, Felício criticou a imprensa e a Folha. "Quando tem bastante gente vocês não divulgam. Agora, quando tem pouca gente, aí... Amanhã, por exemplo, vai ter uma bela matéria: "Fracassa o ato dos movimentos sociais”.

O evento foi organizado por 29 entidades sindicais e por movimento sociais, entre os quais a UNE (União Nacional dos Estudantes), a CUT (Central Única dos Trabalhadores e o MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra). Por Rogério Pagnan- Reportagem Local
*


DEBATE CONTA SÓ COM PEQUENA MILITÂNCIA DO PT NO SBT

O debate no SBT contou com a presença de uma pequena e tímida militância do PT na porta da emissora. O frio, a distância (a sede do SBT fica na via Anhangüera) e a falta de estrutura atraiu apenas 21 cabos eleitorais do Lula.

O baixo quórum surpreendeu até mesmo a Polícia Militar, que mobilizou 85 homens para o evento. Uma kombi serviu de carro de som e meio de transporte para 9 militantes, que foram de Perdizes para a emissora. Da Agência Estado
*

AS PRESSÕES DA CAMPANHA DE LULLA CONTRA A IMPRENSA

Num único dia a coligação de Lula abriu três ações no TSE contra a imprensa. Duas contra a revista VEJA, uma contra a Folha de S. Paulo. Dias atrás, a coligação conseguiu retirar um comentário de Arnaldo Jabor do site da CBN. Recurso publicitário já usado pela revista de umas semanas para cá, um out-door sobre uma edição de VEJA com Geraldo Alckmin na capa também foi retirado. (Na semana anterior, o out-door mostrava um elefante de cabeça para baixo, ilustração da capa daquela edição).

Falando com franqueza: a coligação faz isso porque tem receio de novas descobertas sobre a Operação Tabajara. Pode ser triste, deprimente, mas é verdade. O governo não teme opiniões nem discordâncias. Tem medo de revelações que possam atrapalhar a reeleição de Lula. Por isso a coligação pressiona a imprensa.

Li as reportagens, conferi as alegações dos advogados, conversei com muitos envolvidos. A coligação acusa a revista e o jornal de muitas coisas. Mas não consegue apontar um único erro factual. Não dá testemunhas nem indícios para demonstrar que os eventos apontados por VEJA não ocorreram da forma descrita pela revista. Como observará um leitor atento, a reportagem publicada pela Folha consiste, na verdade, numa continuação das notícias publicadas por VEJA.

As pesquisas mostram que Lula tem uma vantagem imensa sobre Alckmin. Mesmo assim a coligação do PT e aliados continua dando sinais de nervosismo. Por Paulo Moreira Leite.
*


EM FAMÍGLIA: QUADRILHEIROS DE LULLA MORAM NO MESMO PRÉDIO

No mesmo bloco B do condomínio Torres da Mooca, onde Freud Godoy manteve encontros com integrantes do governo e do PT, um outro envolvido no escândalo do dossiê Vedoin aparece como dono de imóvel.

O apartamento 174 B pertence a Oswaldo Bargas - apontado como o responsável pela tentativa de venda do dossiê à revista Época e colaborador do programa de Lula.

Quem ocupa o apartamento hoje é o presidente nacional da CUT, Artur Henrique da Silva Santos. Nem Bargas nem Santos foram localizados ontem.

O Torres da Mooca é um dos empreendimentos imobiliários da Cooperativa Habitacional do Sindicato dos Bancários (Bancoop), criada pelo presidente afastado do PT Ricardo Berzoini. Moradores do condomínio levantaram suspeitas sobre a propriedade dos imóveis onde moram Espinoza e Aurélio.

É que na ata da assembléia em que foram sorteados os apartamentos, em 14 de fevereiro de 2004, 18 unidades apareciam como objeto de permuta e não poderiam ser escolhidas. Os apartamentos 183 B e 203 B, de Aurélio e Espinoza, respectivamente, estavam nessa lista.

O próprio presidente Lula tem um apartamento em um edifício que está sendo construído pela Bancoop no Guarujá.

O imóvel está registrado na declaração de bens entregue ao Tribunal Superior Eleitoral, mas sem o nome completo da cooperativa. Site do Dep. Aleluia.

*

DEPUTADOS JÁ SE PREPARAM PARA AUMENTAR SEUS SALÁRIOS EM 90%

Depois das eleições, um tema específico deverá tomar conta das discussões no Congresso: o reajuste dos salários dos parlamentares — uma das propostas é de conceder até 90,70% de aumento salarial.

Até lá, o tema é considerado espinhoso. Mas ontem o líder do PT na Câmara, partido do governo, deputado Henrique Fontana (RS), defendeu o aumento, sem citar números.
Atualmente os deputados recebem R$ 12.847,20 de salário bruto, fora uma série de benefícios diretos e indiretos, como auxílio-moradia de R$ 3 mil mensais e mais as cotas para despesas com gabinetes.
O presidente da Câmara, Aldo Rebelo (PCdoB-SP), reconheceu estar sendo pressionado por parlamentares por reajuste. Renata Giraldi – O Dia Online

Por Gaúcho/Gabriela (Movimento Ordem e Vigília Contra a Corrupção)


3 Comments:

  • O debate no SBT contou com a presença de uma pequena e tímida militância do PT na porta da emissora.( do blog)
    Como pode, com está pequena militância estar com 60% da preferência?
    Ontem, vi pouco o debate. Nem me interesso a ver aquela "besta" falando. Mas, o pouco que vi, notei, um traço muito forte de INVEJA pelo preparo de Alckminn. A "besta" inconformado até, com bio-tipo de Alckminn, insinuava que Alckminn queria demosntrar conhecimentos. Ora, Sr Luladossiê, ele não queria exibir seus conhecimentos! O governador Alckminn, possui a dimensão exata de sua capacidade intelectual, e de sua sabedoria.

    Cogitação primária é o que ocorre no pequeno cérebro da "besta". Capacidade, coisa que lhe falta 100%.

    By Anonymous Gabriela, at 4:50 PM  

  • Lula tem a cara do povo. Fala e se comporta como o povo. E nada existiu nesse país de mais parecido com um governo do povo do que o governo dele. É triste mas é verdade.

    By Anonymous JONAS, at 5:39 PM  

  • Não me conformo! O povo brasileiro é indecente demais. Por baixo da fantasia de "alegre", esconde-se a máscara perversa da imoralidade, da falta de vergonha na cara. A coisa é tão descarada, que se tivéssemos que procurar uma boa ação desse governo, seria como procurar agulha no palheiro. É só lambança. E, no entanto, nada disso parece remover os eleitores de seu ato criminoso de votar no apedeuta. Que país é este?

    By Anonymous Sueli Costa, at 5:58 PM  

Postar um comentário

<< Home