movimento ordem vigília contra corrupcao

terça-feira, outubro 10, 2006

LULA GASTOU QUASE R$ 4 MI COM CARTÃO CORPORATIVO

Destino de 97,4% da despesa deste ano é guardado sob a rubrica 'informações protegidas por sigilo'


Ao prometer transparência absoluta na prestação de contas dos cartões corporativos do governo e cobrar do presidente Lula a mesma atitude, no debate da Bandeirantes, domingo, o tucano Geraldo Alckmin falou de uma caixa-preta que este ano já envolve R$ 3,583 milhões. Lula limitou-se a dizer que os cartões foram 'a única coisa boa que Fernando Henrique Cardoso criou no governo dele'.
Esses cartões de crédito permitem a alguns servidores sacar ou fazer pagamentos com recursos da União sem necessidade de autorização prévia. Na Secretaria de Administração da Presidência, que cuida de despesas do dia-a-dia do gabinete, foram gastos de janeiro a setembro R$ 3,678 milhões com os cartões.

A prestação de contas no Portal da Transparência da Presidência, porém, revela o destino de menos de R$ 95 mil (2,6%) - são gastos com combustível, hotel e pequenos consertos feitos por nove funcionários que têm os cartões. O restante está guardado a sete chaves sob a rubrica 'informações protegidas por sigilo, nos termos da legislação, para garantia da segurança da sociedade e do Estado’.

'É inaceitável que esse tipo de gasto tenha tratamento de segurança nacional', protesta o deputado distrital Augusto Carvalho, eleito deputado federal pelo PPS, presidente da ONG Contas Abertas. Ele diz que na contabilidade da União já existe a rubrica 'despesa de caráter secreto ou reservado', que inclui parte dos gastos das Forças Armadas e do Itamaraty.

Os gastos totais do Gabinete da Presidência com cartões corporativos foram de R$ 6,839 milhões entre janeiro e setembro. Das seis unidades do gabinete, a Secretaria de Administração e a Agência Brasileira de Informações tiveram gastos secretos. Na Abin estão sob sigilo os R$ 3,097 milhões gastos.

Este ano, Presidência e ministérios gastaram com cartões R$ 20,756 milhões no total. É quase o valor de 2005 todo, R$ 21,706 milhões, e 46,6% maior que os R$ 14,1 milhões gastos em 2004. O cartão corporativo foi criado em 1998 para facilitar pagamentos de rotina das autoridades. Por recomendação do Tribunal de Contas da União (TCU), houve avanço na transparência, mas a prerrogativa do sigilo emperra a divulgação de dados.

No ano passado, o TCU abriu investigação, que ainda está em curso. Dados sigilosos divulgados à época indicavam saques de mais de R$ 1 milhão por um único funcionário, em 2004. Especulava-se também sobre gastos indevidos para a primeira-dama. 'O que todo mundo quer saber é se está havendo compras indevidas.

Quanto mais se sonega a informação, mais cresce a curiosidade e a preocupação', diz Carvalho. A Casa Civil da Presidência informou, por meio da assessoria de imprensa, que o sigilo é necessário porque envolve gastos com segurança de autoridades, inclusive o próprio presidente e sua família, e também de comitivas internacionais.

Lembrou, porém, que o TCU 'tem amplo acesso, a qualquer hora' às informações que solicitar. :: Luciana Nunes Leal - O Estado de São Paulo



AINDA, SOBRE O DEBATE NA BANDEIRANTES
E o debate na TV Bandeirantes foi um show de Geraldo Alckmin sobre Lula. Este último mostrou-se sem máscara, ele por ele mesmo: um analfabeto funcional que não sabe português, um decorador de números que não sabe o que diz, um repetidor de slogan cujo conteúdo desconhece.

Alckmin, por seu turno, e com a experiência de governador que realmente governou, não tendo ficado na dependência dos áulicos e nem na obsessão de uma eventual reeleição, mostrou que sabe como funciona o Estado e como é a rotina de um governante. Lula, ao contrário, mostrou-se um alienado, uma besta quadrada posta na Presidência da República e que nada aprendeu no exercício do poder. Mesmo o eleitor desatento não pôde deixar de notar a abissal diferença de preparo entre ambos os candidatos.

Lula não teve nenhum momento saliente contra Alckmin, ao contrário. Ficou na defensiva todo o tempo. Sua imagem de cara de ressaca, envelhecida como um barril de carvalho e com ar doentio dos consumidores habituais de álcool, era o oposto da jovialidade e da vitalidade de Alckmin. Em termos midiáticos não poderia ser mais favorável ao candidato das oposições.

O debate da TV Bandeirantes foi um massacre de Geraldo Alckmin contra Lula, conforme eu já esperava. Lula não tem tutano para um enfretamento cara a cara com alguém tão notavelmente superior, seja em termos intelectuais, seja em termos de experiência administrativa. Se o próximo debate da TV Globo tiver o mesmo feitio e o mesmo resultado ouso afirmar que Geraldo Alckmin será o novo presidente do Brasil. Trechos da matéria de José Nivaldo Cordeiro – Mídia Sem Máscara



A FARSA DA HUMILDADE E O JORNALISMO CHAPA-VERMELHA
Certa imprensa brasileira é tão vagabunda, mas tão vagabunda que se dedicou a fazer uma catilinária sobre a agressividade de Alckmin no debate. Humilde foi Lula. Bastou o “doutor” Alckmin chamar as coisas pelo nome, os setores petistas da imprensa não resistiram. Estão, mais uma vez, protegendo o seu mártir. E o fazem de duas maneiras principais: a) acusando o excesso de fúria do candidato do PSDB; b) sugerindo que havia um jogo de cartar marcadas entre PT e PSDB. E os fatos que se danem. Por Reinaldo Azevedo.

*
COMENTÁRIO:
O Lulla chamou o Geraldo Alckmin de “sanfona quebrada”, de “delegado de porta de cadeia”, “de samba de uma nota só”, de "arrogante”, de "nariz em pé", de sem “nível”, etc, etc...

Tudo isto, porque o Geraldo Alckmin foi o nosso representante legítimo e porta-voz da nossa indignação em querer saber sobre a origem do dinheiro do dossiêgate. Ate de “pitbull”, o chamaram.

Todos estes xingamentos desferidos contra o nosso porta-voz, também tiveram como endereço atingir a cada um de nós.

Como afirmou hoje, em seu Blog, o Augusto e Franco: “As urnas não podem distribuir justiça, não podem sancionar o mau comportamento, não podem zelar pela ética na política”. E, realmente, crimes devem ser resolvidos pelo Código Penal e não pelas urnas.

De qualquer forma, tirar o Lulla de lá, pelo voto, é a arma que temos ao nosso alcance neste momento. Mas, não resta dúvida: exigir que este chefe de quadrilha vá pra cadeia, deve ser o grande compromisso cívico de cada um de nós. Por Gaúcho/Gabriela (Movimento Ordem e Vigília Contra a Corrupção)

9 Comments:

  • Não entendo como pode haver sigilo com o gasto do contribuinte, de bar em bar de conversa em conversa. Aqui,em Brasília já se ouve absurdos de fazer ruir qualquer república com tamanho desperdicio, roupas, uisques, joias, sempre tem alguém falando sobre isso. É um absurdo esse tal sigilo. É o nosso dinheiro sustentando esse bando de vagabundos ordinários.

    By Anonymous CONTRIBUINTE IDIOTA, at 12:39 PM  

  • onde está OAB, MP, entidades sérias, cidadão, que não exigem transparência do que foi gasto e da extinção do tal cartão?

    (o trabalho de divulgação de vocês está ótimo, abs)

    By Anonymous Stella, at 1:46 PM  

  • Os petistas são hilários. Estão perdidos com a incompetência e limtação do Lulla da Silva. Se não gostar de gente preguiçosa, vagabunda, ignorante, mau carater e incapaz é ser preconceituoso, Viva o preconceito! Não aceito ser representado por aquela anta que mais uma vez mostrou despreparo temperado com analfabetismo funcional! ALCKMIN JÁ GANHOU!

    By Anonymous Ivanildo/Belém, at 2:14 PM  

  • GERALDO FOI MELHOR.LULA NÃO TEM CACIFE PARA DISPUTAR UM PLEITO, DE DISPUTAR UM EMBATE POLITICO COM GERALDO.Geraldo perguntou, mas LULA NÃO RESPONDEU. Por isso o povo quer saber : DE ONDE VEIO O DINHEIRO UTILIZADO PARA PAGAR O CRIME??????????????????????

    By Anonymous ROBSON, at 2:17 PM  

  • Esta imprensa que chamou Geraldo Alckminn de agressivo, é do tamanho da régua de Lula. Aliás, a cara de LULA! Imprensa pequena, que nos torna um país menor ainda.
    É triste e lamentável vermos um homem preparado como Geraldo Alckminn, debater com aquele pinguço, que só sabe dizer aqueles chavões decorados, sem conteúdo algum. Olha aqui Sr. quadrilheiro, plagiando o seu chavão preferido : " Nunca na história deste país, tivemos um ralé, burro e analfabeto na presidência do nosso país" ( Qto ao Roubo, deixemos para a justiça levá-lo pra CADEIA).

    By Anonymous Gabriela, at 2:46 PM  

  • Lulla não só foi mal-educado, arrogante, mentiroso, ignorante, vagabundo, que acha que é só bravatear qualquer coisa para os menos favorecidos que eles vão ficar com "peninha". Lula levou uma lavada, uma surra de retórica, de idéias, de firmeza. Geraldo Alckmin mostrou que pode e deve governar o Brasil. Ao menos com ele temos esperança.

    By Anonymous ANdré Luiz, at 5:34 PM  

  • O despreparado do Lula, O digníssimo, precisou levar a cola pro debate !!!Que vergonha!! Precisa da cola pra debater o próprio governo. .Realmente ele não viu e não sabe de nada.

    By Anonymous Anônimo, at 5:56 PM  

  • A quadrilha colocou sua tropa de choque para comprar a imprensa e tentar vender a versão de que Alckmin foi, agressivo, arrogante e desrespeitoso.

    Está hoje em vários jornais, seja por meio de artigos assinados por "analistas políticos", seja em reportagens que destacam o "coitadinho" do analfabeto sendo esmagado pelo Alckmin. Só que não está sendo dado o devido espaço ao Geraldo para se defender. Se bem que nem precisa.

    É lamentável essa imprensa vendida, irresponsável, lambe-botas e comprometida ideologicamente com o bando de pseudos-jornalistas atrasados e ignorantes. Pois foram esses incompetentes, os responsáveis pela criação dessa aberração chamada Lula.

    By Anonymous José Maria, at 6:46 PM  

  • Decidi! votei na HH no 1º turno e agora * se o lula responder de onde veio R$ 1.750.000,00 voto nele * se ele não perguntar ao seu churrasqueiro , ou ao seu segurança ou ao seu diretor do Banco do Brasil ou ao funcionário do senado lotado no gabinete do mercadante ou ao marido de sua secretária , vou votar no Alckmin !

    By Anonymous Antonio Cézar M., at 7:07 PM  

Postar um comentário

<< Home