movimento ordem vigília contra corrupcao

segunda-feira, outubro 16, 2006

TARSO GENRO QUER FALAR DE PCC PARA DESVIAR NOSSA ATENÇÃO DO DOSSIÊ


O Tarso Genro, sinalizou que o PT poderá explorar a violência provocada pela facção criminosa (PCC) em São Paulo contra o candidato tucano, Geraldo Alckmin, no período da disputa eleitoral em segundo turno. Ele ressaltou que a utilização desse tema vai depender do tom agressivo ou não que virá da campanha adversária. Na avaliação do Tarso, o PT deixou de atacar pontos considerados vulneráveis do adversário no primeiro turno porque estava acuado por causa do envolvimento de petistas no escândalo da compra de dossiê contra tucanos.


“O partido deveria ter demonstrado que o PCC se proliferou nos últimos 12 anos de maneira impune nos governos tucanos e que ele (Alckmin) tem enorme responsabilidade institucional sobre isso. Houve uma absoluta ausência de medidas por parte de Alckmin”, afirmou Genro. O ministro considerou que o Lula foi muito cobrado no primeiro turno sobre o conhecimento ou não do chamado mensalão, mas que Alckmin não foi cobrado da mesma forma se sabia do crescimento do PCC. “Por que não é democrático perguntar se Alckmin sabia ou não sabia?”, indagou “O partido ficou encolhido, até por remorso, porque pessoas importantes cometeram erros.

O PT estava com sentimento de culpa pelo envolvimento de integrantes e não reagiu à altura”, disse o ministro, apontando o motivo da omissão do PT sobre o tema na campanha. Genro tratou o caso da tentativa da compra de dossiê, que resultou na apreensão de R$ 1,7 milhão com petistas que trabalhavam na campanha de Lula, como uma questão ética, assim como a atuação de facção criminosa em São Paulo. Da Agência Estado
*

PARA TARSO, DEBATE SOBRE A ÉTICA JÁ CANSOU ELEITORADO

Ministro sinaliza que PT vai explorar na campanha os ataques do PCC em São Paulo, para desgastar Alckmin.

O Tarso Genro afirmou ontem que o eleitorado está "exaurido" do debate ético e sinalizou que o PT deve explorar, a partir de agora, os ataques feitos pelo PCC em São Paulo para desgastar o candidato do PSDB, Geraldo Alckmin, e tentar mudar o foco do debate. Por ­Fernanda Krakovics – Sucursal de Brasilía.
*

PT PEDE FIM DE INSERÇÕES SOBRE DINHEIRO DO DOSSIÊ

A campanha do Lula da Silva entrou ontem no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) com pedido contra a coligação de Geraldo Alckmin pela suspensão da publicidade que acusa Lula de não informar a origem do R$ 1,7 milhão que seria utilizado na compra do dossiê. Por Rogério Pagnan
*

UM MÊS DEPOIS DO ESCÂNDALO, O PAÍS SEGUE SEM RESPOSTAS

Geraldo Alckmin voltou a cobrar neste domingo (15) resultados da apuração sobre o dossiê fajuto descoberto há exatamente um mês, quando a PF prendeu dois petistas com R$ 1,7 milhão que seria usado na compra de falsos documentos contra a Oposição.

Para Alckmin, Lula não pode ser levado a sério porque não tem compromisso com a verdade. "Hoje completa um mês (da apreensão do dinheiro pela Polícia Federal) e o povo brasileiro não tem nenhuma explicação", cobrou.

Geraldo Alckmin lembrou que basta a Lula chamar seus companheiros de partido - e de governo - e exigir deles, que estão diretamente envolvidos no escândalo, toda a verdade.

"É só o Lula chamar o seu diretor do Banco do Brasil (Expedito Veloso), o seu churrasqueiro (Jorge Lorenzetti), o presidente de seu partido e coordenador da sua campanha (o presidente licenciado e ex-coordenador, Ricardo Berzoini) e seu assessor particular (Freud Godoy) e perguntar a eles de onde veio o dinheiro", disse. "Isto é um desrespeito à população brasileira, é achar que todo o mundo é bobo", acrescentou.

Alckmin considerou grave a denúncia da revista Veja desta semana de que o presidente Lula estaria sendo blindado do escândalo por meio da intervenção do ministro da Justiça Márcio Thomaz Bastos. "É muito grave e não é a primeira vez que estas coisas são colocadas. Precisa ser apurado", disse. Agência PFL -
*

FICOU AINDA PIOR

Relatório do TCU diz que dinheiro das cartilhas pode ter pago dívida do PT

A VEJA revelou a justificativa dada pelo governo ao Tribunal de Contas da União (TCU) para o desaparecimento de 2 milhões de encartes e revistas de propaganda institucional pagos com dinheiro público. O governo informou ao TCU que o material, sobre o qual não há registro nas repartições oficiais, havia sido entregue diretamente pelas gráficas ao Partido dos Trabalhadores.

Na semana passada, VEJA teve acesso às 32 páginas do relatório técnico do TCU sobre o assunto e descobriu que o caso é bem complicado.
Para os auditores do tribunal, há a hipótese de que os 2 milhões de encartes e revistas não tenham sido sequer produzidos e que o dinheiro pago pela Secom às gráficas serviu, na verdade, para remunerar serviços eleitorais feitos por elas ao próprio PT.

A versão de que as cartilhas foram entregues ao PT seria, portanto, apenas uma desculpa para encobrir o crime de desvio de dinheiro público.

As agências de publicidade responsáveis por produzir os encartes e revistas têm relação antiga com o PT. Uma delas é a Duda Mendonça & Associados, do marqueteiro próximo ao Lula. A outra é a Matisse, de Paulo de Tarso Santos, publicitário amigo do presidente e marqueteiro das duas primeiras campanhas de Lula ao Planalto, em 1989 e 1994.

Não é novidade que, para o PT, não há fronteira entre Estado e partido. Essa confusão foi atestada pelo próprio ministro Ubiratan Aguiar em seu voto. Esperava-se apenas que, após os escândalos que envolveram a Secom no ano passado, como os contratos superfaturados com as empresas do lobista Marcos Valério, o governo promovesse uma limpa nos quadros do órgão.

Mas o que se viu foi um desligamento apenas formal de Gushiken e de seu então braço-direito, Marcus Flora. Dos outros oito servidores responsabilizados pelo TCU no caso dos encartes e revistas desaparecidos, seis continuam na secretaria, firmes e fortes, mandando e desmandando. Esse é o governo da companheirada. VEJA
*

O TERRORISMO DO PT

A campanha de Lula adota a tática de usar boatos para prejudicar o adversário.

Inventar uma mentira sobre o adversário, e divulgá-la à exaustão numa campanha eleitoral, é um velho truque sujo do qual o próprio presidente Lula já foi vítima. Em 1989, o então candidato à Presidência pelo PRN, Fernando Collor, espalhou o boato de que Lula, se eleito, confiscaria a poupança dos brasileiros.

No último dia 6, em um comício na Bahia, o presidente declarou que seu adversário nas eleições, Geraldo Alckmin, pretendia privatizar a Petrobras, os Correios, a Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil.
Mesmo tendo sido desmentido pelo tucano, o candidato do PT e sua equipe continuaram a alardear a falsa informação, numa operação de terrorismo eleitoral que já havia incluído a difusão de outras mentiras: a de que o tucano extinguiria o Bolsa Família, acabaria com a Zona Franca de Manaus e demitiria funcionários públicos.

"É a mesma estratégia utilizada por Goebbels, o ministro da propaganda de Hitler: você repete uma mentira muitas vezes para tentar transformá-la em verdade". VEJA
*

COMENTÁRIO:

A tropa de choque do Lulla agora vai gritar “olha o PCC”, para tentar desviar nossa atenção sobre a questão da origem daquela montanha de dinheiro do “DOSSIÊ-TABAJARA”, que o Lulla insiste em esconder.

O Tarso Genro, chega ao desplante de afirmar que nós, brasileiros, estamos enjoados de ouvir falar sobre ética e aproveitam o final de semana, para entrar com recursos no TSE, pedindo para que não mais sejam mostradas na TV/rádio, as inserções sobre a origem do dinheiro.
Isto, sem falar no dinheiro da cartilha (mais dois milhões de reais) que, segundo a VEJA, trata-se de mais outro crime do PT de desvio de dinheiro público. Mais R$ 2 milhões jogados na latrina!
Não resta dúvida: o LULLAPETISMO é um câncer maligno que está corroendo o nosso País. Eles estão pisoteando a nossa Democracia, cospem na nossa cara. São INIMIGOS declarados do povo brasileiro! Trata-se da pior quadrilha de todos os tempos. Nunca, na “história deste País”, sofremos tamanho ataque aos nossos direitos.
Estamos cansados sim, seu Tarso! Estamos enojados de ouvir tantas mentiras, de ver o nosso dinheiro suado sendo usado como papel higiênico, servindo ao crime deste bando de canalhas.
Se existe algum “eleitorado” cansado de ouvir sobre "ética", certamente, é a própria militância do PT. São os únicos que se sujeitam a defender o indefensável e que não têm um pingo de vergonha na cara. São os INDECENTES. Por Gaúcho/Gabriela (Movimento Ordem e Vigília Contra a Corrupção)

9 Comments:

  • Eu não autorizei esse bandido a falar por mim. Eu não estou cansado do debate ético. Quero saber: DE ONDE VEIO 1.750.000,00? cadê as cartilhas de 11.000.000,00? Por que o duda mendonça continua lá, prestando serviços pro Lulla? Por que o delúbio o marcos valério, ainda estão livres????

    By Anonymous Jurandir/SA, at 11:31 AM  

  • A polícia demorou um mês para enterrar as provas. Já estão a serviço da quadrilha do Lula. Pobre Brasil.

    By Anonymous Anônimo, at 11:41 AM  

  • TARSO QUER FALAR MESMO DO PCC?

    Então tá:
    Metralhadoras ponto 30, antiaéreas, são desviadas de unidades do Exército da Bolívia e vão parar nas mãos de criminosos no Brasil. (O Dia On Line)

    O deputado federal Raul Jungmam (PT-PE) disse que o tráfico de armas se estendeu pelo País. "É a nacionalização do crime organizado: armas e drogas sendo distribuídas em todo o País por quadrilhas que se deslocam pelo Brasil com facilidade.

    O DIA, já mostrou que as polícias Civil e Federal do Rio e a Secretaria Nacional Antidrogas do Paraguai investigam a rearticulação da quadrilha de Fernandinho Beira-Mar na fronteira entre os dois países. O objetivo é enviar drogas e armas para o Brasil.

    Em 20 de agosto, O DIA revelou que arsenal com 228 armas, apreendido dia 11 daquele mês em Pedro Juan Caballero, Paraguai, pela polícia do país, seria enviado para Rio e São Paulo. A PF admite que Beira-Mar pode ter negociado o carregamento de dentro da cela da instituição, em Brasília

    No dia seguinte, outra reportagem noticiou que um quarto das armas e da munição que abastecem o crime no Brasil é desviado de quartéis da Argentina, Uruguai e Paraguai.

    E O MULLA, O QUE ESTÁ FAZENDO AO INVÉS DE PROTEGER NOSSAS FRONTEIRAS???? NADA!!!!!!!!!

    PRÁ ESTE CALHORDA, O PROBLEMA DO CRIME ORGANIZADO ESTÁ EM SP.

    By Anonymous GAUCHO, at 12:00 PM  

  • Boa Noticia!!!!
    Entrem no Site http://www.jucelinodaluz.com.br/index.html

    É o Site do vidente Jucelino Nóbrega da Luz onde ele ele diz que Lulla vai perder o segundo turno com diferença de 67% de votos para Alckmin.
    Tem as cartas registradas no cartorio etc...

    By Anonymous Patriota, at 2:24 PM  

  • Lula pensa que engana a quem pelo amor de Deus, como este pessoal pensa que o povo é burro e imbecil. Sinceramente, voce me fere na minha dignidade como cidadao.

    By Anonymous José Luiz Salgueiro, at 2:35 PM  

  • O PT quer ligar o PCC ao Geraldo liguemos então:
    Foro de São Paulo + Lulla + representantes das Farc + treinamento do PCC no Paraguai = Lula apoia as Farc que ajuda PCC a bagunçar o coreto em São Paulo no Brasil inteiro. Lulla financia crime.

    By Anonymous Anônimo, at 2:38 PM  

  • Entrem no site do vidente onde ele fala da derrota do Lulla no segundo turno.
    http://www.jucelinodaluz.com.br/index.html

    By Anonymous Anônimo, at 2:45 PM  

  • É para pensar: cinco meses do nosso trabalho (cinco salários) + mais todos os outros impostos que pagamos, estão servindo para quê? Para os canalhas limparem aquilo! O pior é que "aquilo" - uma cloaca imunda - dinheiro nenhum deste mundo limpa. Trabalhamos feito loucos para ter o mínimo, enquanto a bandidagem se lambuza no nosso suor. São muito piores que os inimigos. Estes, nós reconhecemos porque trazem sua bandeira hasteada. O bando infiltrado não!Eles pousam de "benfeitores" dos fracos e oprimidos. E a miséria sem fim (inclusive moral), vai impingindo seu colápso, dentro de um País que tinha tudo para ser grande.

    By Anonymous NAT, at 2:53 PM  

  • O desonesto candidato a reeleição não tem o menor pudor de avançar o limite da lei e da falta de ética para tentar se reeleger.
    Inventa resultados sobre seu governo desastroso, inventa mentiras sobre o adversário e esconde os crimes do seu governo impedindo que sejam investigados (cartões corporativos, dinheiro das cartilhas, dinheiro do dossiê criminoso).

    By Anonymous Lucas - PE, at 8:21 PM  

Postar um comentário

<< Home