movimento ordem vigília contra corrupcao

domingo, agosto 20, 2006

PARCEIROS DE “TRINCHEIRAS NATURAIS"!


O agitador de esquerda – seja um terrorista ou um ditador canalha - quer a hegemonia para ele mesmo. O problema em se falando sobre a ideologia revolucionária é construir um pretexto para tomar o poder e derrubar estruturas existentes que envolvem séculos. Aqui é o xis da questão da grande fraude: A cura é pior do que a doença.


Chávez, em visita a Teerã, em julho, foi pedir mais investimentos iranianos nas reservas de petróleo e gás de seu país. Foi quando ele afirmou que a Venezuela apoiaria o Irã "a qualquer momento e em qualquer circunstância". Em retribuição, o presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, descreveu o venezuelano como "um irmão e parceiro de trincheira".
Chávez foi acusado pelos Estados Unidos de tentar desestabilizar a América do Sul, pela compra de armas com a Rússia: 24 caças Sukhoi e 53 helicópteros militares.
Na ocasião, de seu encontro com Putin, Chávez afirmou que deseja que a Rússia tenha uma participação na construção do gasoduto que levaria gás da Venezuela ao Brasil e à Argentina. Putin, por sua vez, disse que a Venezuela e a Rússia são parceiros naturais por conta de seus grandes potenciais energéticos. BBC
*
PORQUE OS CARAS MAUS SÃO MAUS

O que motiva um terrorista, um ditador anti-ocidental ou um comunista revolucionário? O que motiva alguém como o Presidente venezuelano Hugo Chávez ou Fidel Castro, ou Kim Jong Il ou os mullahs iranianos?
Se você olhar para os inimigos da América você encontrará um fio da meada, um bom significado real de patologia. Aqueles que querem estudar a política extremista devem observar. Os psicólogos que alertam para o lado obscuro da personalidade humana, que notam a corrente crescente do narcisismo, que observam dez sociopatas onde havia dois, são parte da resposta.
Os Sete Pecados Mortais (descritos pelo Papa Gregório, o Grande) incluem negligência, glutonaria, ira, orgulho, luxúria, ganância e inveja. É a inveja que é mais relevante hoje. A inveja é um problema sério, diz Helmut Schoeck, autor do livro “Inveja: Uma Teoria do Comportamento Social”
A inveja é segundo Schoeck “um problema sociológico de primeira ordem”. Da perspectiva dos poderes políticos e econômicos, os Estados Unidos é o país mais invejável do mundo. E ainda é o país que tem, no sentido cultural, superado a inveja numa extensão sem precedentes.
Schoeck afirma que, “A maioria das realizações... das sociedades modernas altamente desenvolvidas e diversificadas... são resultados de inúmeras derrotas infligidas à inveja, e também sobre o homem como um ser invejoso”.
A ideologia revolucionária insiste na promessa de uma sociedade melhor, mas faz, na prática, pouco caso do desenvolvimento prévio e do derramamento de sangue. A inveja é uma forma de ódio e ódio relacionado à política sempre tem um final ruim. O ressentimento e a inveja são cruciais para determinados partidos políticos e movimentos, e para as políticas retroativas que prometem desastre econômico para as pessoas e nações.
Note como um agitador radical, da esquerda ou da direita, fala repetidamente das vantagens da elite rica. Ele está furioso com tudo que o poder dominante faz. Mesmo quando o poder dominante faz algo razoável, o agitador projeta um motivo obscuro sobre seu objeto de inveja. Ele odeia aqueles com poder porque ele sente a possessão deles como uma afronta pessoal e injusta. É exatamente esse tipo de pessoa, e esse tipo de retórica política, que é perigoso para a liberdade e o progresso humano. É exatamente esse tipo de retórica que anima os líderes da Rússia, China, Coréia do Norte, Cuba, Venezuela e Irã.
Escreve Schoeck. “...A inveja, ou o homem invejoso, coloca em perigo qualquer grupo e qualquer sociedade. Por definição, a inveja ameaça cada indivíduo que nunca poderá ter certeza se, em algum lugar, um homem invejoso não está esperando por uma oportunidade de se vingar do fato de que outro está fazendo melhor do que ele mesmo”. Por Jeffrey NyquistMídia Sem Máscara

*
VALE A PENA DAR UMA OLHADA NESTE VÍDEO.


Para assistir e ouvir este vídeo, sem interrupção, a sugestão é que deixem carregar durante uns 15 minutos para depois clicar no início. Daí sim, o filme será continuo.

Observem como pensam os loucos e invejosos - Ahmadinedjad e Hugo Chávez. (É falado em farsi, espanhol e com tradução simultânea em inglês, espanhol e farsi)

*

COMENTÁRIO:

Nós brasileiros sempre nos destacamos (e nos orgulhamos) pela ótima convivência entre raças, etnias, religiões, etc. E eis que um comandantinho metido a besta está nos colocando numa sinuca de bico, e o Lula parece que nem está prestando atenção dos rumos que a América Latina está seguindo.
Sinceramente, acho que estamos seguindo, levados pelo "presidente e seu amigão", para dias inusitados por estes trópicos. Por,
Ana Prudente. www.anaprudente360.can.br

(Movimento da Ordem e Vigília Contra a Corrupção)

3 Comments:

  • Informamos que este BlogStars estará concorrendo ao selo dourado do dia 21/Agosto/2006 à 27/Agosto/2006 - Confira no site blogstars.com.br !

    Observação : O BlogStars que ficar na segunda colocação no final da votação da semana voltará a concorrer durante a próxima semana - valido apenas para 2 (duas) semanas seguidas.

    Posted by blogstars.com.br

    By Anonymous blogstars.com.br, at 8:17 PM  

  • Amigos, este artigo foi importantíssimo para mim, que tantas vezes fiz estas perguntas sem obter respostas plausíveis porque sempre envolviam religião.
    Mas, este ângulo de análise reflete mesmo a realidade: os incompetentes sempre são invejosos.
    beijos

    By Anonymous Saramar, at 10:22 PM  

  • Esse escritor é um dos que melhor entenem e essência dessa escória xiita.

    Em outra matéria, ele descreve o líder fascista: é, com freqüência, um ator exagerado, um narcisista, um novelista ou pintor fracassados. Seus seguidores brutamontes, extraídos da escória da sociedade, fazem ruídos anticapitalistas. Eles se colocam contra o liberalismo clássico e o conservadorismo.

    Isso porque o fascismo é um credo revolucionário, como o comunismo.
    E qual a forma que um governo fascista assume? Ela é mais bem descrita por Benedetto Croce, que a chamava de onagrocracia (isto é, GOVERNO DE ASNOS). É uma forma de ditadura cercada de sons e fúria.

    By Anonymous Joaquim, at 8:19 AM  

Postar um comentário

<< Home