movimento ordem vigília contra corrupcao

segunda-feira, agosto 21, 2006

OS COMPANHEIROS DO D. MENAS


Dom Menas é o que se sabe: um analfabeto impostor. Antes que algum padre de passeata rasgue a batina em desatino, que fique claro: Dom Menas é analfabeto e impostor por opção. Até o Vicentinho fez curso superior. Não se tem notícia de que Vicentinho tenha vendido a alma ao compadre, se me entendem...

Dom Menas, o que nada sabe e tudo faz, foi sincero até não mais poder. Disse o que dito precisava ser: "Nenhum governo combateu tanto a ética como o meu".

Claro que foi um ato falho de Sua Alteza. Claro que foi um deslize de Sua Majestade. E daí? Ele queria dizer o contrário: disse a verdade. Movido a quê? Não se sabe. Supõe-se. O analfabeto por opção lavou a alma no Jornal Nacional. Não a dele, mas a nossa, a alma dos que pensam. O tipo é capaz de anunciar no horário eleitoral gratuito obras que não saíram do papel. Nem Maluf chegou a tanto!
Dom Menas não é gente a ser levada a sério. Que a maioria dos eleitores o leve, é algo que explica nossa miséria. Não se trata de preconceito. Basta ver quem está com ele: todos os mensaleiros, todos os sanguessugas. Dom Menas só anda em má companhia. A começar por certos bispos e padres, de crenças variadas.


Anote: estão com Dom Menas, entre outros e outras:

1 – Deputada Ângela Guadagnin (a bailarina obesa do mensalão);
2- Deputado João Paulo Cunha (cabo eleitoral de Mercadante e mensaleiro);
3
Deputado e "professor" Luizinho (mensaleiro);
4 – Ex-deputado José Dirceu (cassado, sob a acusação de comandar, por assim dizer, um esquema de corrupção jamais visto neste país corrupto);

5 – Ex-deputado José Genoíno (aquele que recebeu R$ 100 mil, a título de indenização pelo tiro que, felizmente, não levou, mas cujo irmão de sangue e ideologia tem como assessor o homem da grana na cueca);

6 – Senador Aloísio Mercadante – candidato a economista e ao governo do Estado de São Paulo –, que não se constrange em votar contra os interesses de quem deveria representar, para puxar o saco de José Sarney, seu pai adotivo.

Bem, a lista é extensa, e o espaço, curto. Não seria justo dar o nome de todos os implicados sem lembrar que tem muita gente tida como "do bem" dá seu apoio a Dom Menas. Suplicy é um deles.

Festivo, oportunista, ele quer um novo mandato de senador. Para dar uma "renda mínima" a Antônio Ermírio de Morais! Há quem o tome por sério. Neste país, tudo é possível. Suplicy é uma espécie de Pedro Simon que não deu certo. Já que ele é tão sério – capaz de vestir pijama de seda para dormir em favela – por que não foi para o PSOL, de Heloísa Helena e do Plínio Arruda Sampaio? Estaria em casa. Com o direito de falar as besteiras que lhe povoam a mente arruinada pelo boxe amador.
Suplicy é Dom Menas. Professor Luizinho, José Dirceu, Ângela Guadagnin, mensaleiros e sanguessugas também. Vote certo. Não vote em nenhum deles.
Por, Orlando Silveira (Portal Ternuma) orlandosilveira@uol.com.br
(Movimento da Ordem e Vigília Contra a Corrução)

3 Comments:

  • O relátório gerla de auditoria comprova fraude nas urnas eletrônicas em Guarulhos 2004.

    Veja:

    http://www.brunazo.eng.br/voto-e/textos/guarulhos04.pdf

    Não importa em quem a gente vote, as urnas clones darão vitória para essa quadrilha de qualquer forma, estamos lutando porque é nosso dever e nosso alimento lutar contra a bandidagem, mas eles roubaram nossa fé e nossa esperança e roubarão nossos votos também

    By Blogger Star, at 2:24 AM  

  • Dom Menas, chegou lá na presidência da república com este perfil do homem "chulo" com a arte de toda sua podridão. Uma biografia pintada pelos idiotas, que ainda acreditam na magestade da ignorância.

    By Anonymous Gabriela, at 2:27 PM  

  • Corrigindo:

    Leia - Majestade.

    By Anonymous Gabriela, at 3:20 PM  

Postar um comentário

<< Home